contato@clickfozdoiguacu.com.br

(45) 3521-4041

Rua Venanti Otremba, 772. Sala 1.

CEP 85852-020 - Foz do Iguaçu

Paraná - Brasil

© Copyright - 2017 Foznet Soluções Digitais - Todos os direitos reservados.

Anúncio

Foz do Iguaçu

10 dos 12 vereadores presos em Foz do Iguaçu estão em prisão preventiva Zé Carlos e Beni Rodrigues estão em prisão temporária

Zé Carlos e Beni Rodrigues estão em prisão temporária


Por: Lauane de Melo

Publicado em:

coletiva-prisao-vereadoresNa manhã desta quinta-feira, 15, a Polícia Federal em ação conjunta com o Ministério Público Federal, deflagrou a 5ª fase da Operação Pecúlio.

Batizada de Nipoti, a ação cumpre 78 mandados judiciais, sendo 20 de prisão preventiva, 8 de prisão temporária, 11 de condução coercitiva e 39 de busca e apreensão em residências e locais de trabalho dos investigados.

Entre os presos estão 12 dos 15 vereadores de Foz do Iguaçu: Anice Gazzaoui, Beni Rodrigues, Darci “DRM”, Edílio Dall’Agnol, Fernando Duso, Hermógenes de Oliveira, Zé Carlos, Luiz Queiroga, Marino Garcia, Coquinho, Paulo Rocha e Rudinei Moura.

Destes, 10 tiveram a prisão preventiva decretada (quando não há prazo determinado) e dois estão cumprindo prisão temporária (de cinco dias).

Vereadores presos preventivamente: Anice Gazzaoui, Darci “DRM”, Edílio Dall’Agnol, Fernando Duso, Hermógenes de Oliveira, Luiz Queiroga, Marino Garcia, Coquinho, Paulo Rocha e Rudinei Moura.

prisao-preventivaVereadores presos temporariamente: Zé Carlos e Beni Rodrigues.

prisao-temporaria

De acordo com o Procurador Geral da República, Alexandre Halfen, os vereadores foram presos por receber mensalinho e cargos comissionados, em troca de apoio político. “Havia uma arrecadação de propina na prefeitura, centralizada no secretário Melquizedeque de Souza. Era ele quem efetuava o pagamento aos vereadores. Na primeira fase, ele era o ‘operador’ e fazia os pagamentos ao líder do governo na Câmara, o Mogênio (Hermógenes de Oliveira), que se encarregava posteriormente de distribuir as propinas aos demais. Alguns recebiam o valor mensal de R$ 10 mil reais para apoiar a prefeitura. E uns, de oposição, recebiam repasses para fazer oposição mitigada ao governo”, enfatizou.

Ainda segundo Halfen, o esquema acontece há mais de dois anos. “Nós temos indícios que esta prática tenha se iniciado já no começo da gestão do Reni Pereira. Entretanto, temos elementos probatórios apenas a partir de agosto/setembro de 2014. Temos algumas provas documentais, quebra de sigilo bancário e ligações telefônicas interceptadas que nos demonstram que estes pagamentos ocorriam”, diz o Procurador.

Além dos vereadores, o Procurador confirmou ainda a prisão da ex-secretária de Saúde, Patrícia Foster, do ex-secretário de Administração, Chico Noroeste, do ex-secretário de Saúde, Gilber Ribeiro, de Luiz Pereira do partido (PTN) e de um assessor da deputada Claudia Pereira, Diego Fernando de Souza.

Até o término da coletiva de imprensa, das 20 prisões preventivas expedidas, 18 já haviam sido cumpridas. Das 8 temporárias, seis tinham sido cumpridas.

Recomendado para você

Anúncio

Rodízio de massas - Noite Italiana

Anúncio

Anúncio

Assine

Categorias

Anúncio

City Tour Foz do Iguaçu

Anúncio

Anúncio da revista D!VA
Logo do ClickFoz