Empresas parceiras

Igushuttle - Destino Iguassu - Passaporte Iguassu - IguFoz - Loumar Turismo
Noite Italiana - Hotel Bella Italia - Águas do Iguaçu Hotel - Bogari Hotel - Iguassu City Tour

contato@clickfozdoiguacu.com.br

(45) 3521-4041

Rua Venanti Otremba, 772. Sala 1.

CEP 85852-020 - Foz do Iguaçu

Paraná - Brasil

© Copyright - 2017 Foznet Soluções Digitais - Todos os direitos reservados.

Anúncio

Foz do Iguaçu

Apresentações do Bolshoi seguem até este domingo, 17 Espetáculos foram abertos para funcionários, alunos de escolas de dança e a comunidade em geral

Espetáculos foram abertos para funcionários, alunos de escolas de dança e a comunidade em geral


Por: Lauane de Melo

Publicado em:

Moradores de Foz do Iguaçu terão a oportunidade de assistir, neste domingo, 17, a uma das mais belas apresentações de balé de uma das escolas mais respeitadas do mundo. 

Os bailarinos do Teatro Bolshoi, de Joinville, Santa Catarina, voltam ao palco do Cineteatro Barrageiro, da Itaipu Binacional, para mais dois espetáculos: a matinê, às 16h e às 20h, encerrando a série de sessões iniciada na sexta-feira, 15, em comemoração aos 41 anos de criação da usina neste 17 de maio.

Os ingressos foram distribuídos gratuitamente na semana passada e esgotaram rapidamente por causa da grande procura. Em breve, a escola deve retornar para novas apresentações e contemplar um público ainda maior. A estreia foi um grande sucesso. O Cineteatro ficou lotado.

Em maio, Itaipu comemora duas datas importantes. A primeira é no dia 5, quando a usina completou 31 anos de geração de energia. Neste domingo, 17, Itaipu chega aos 41 anos de criação da empresa como líder mundial em geração acumulada de energia limpa e renovável, com mais de 2,2 bilhões produzidos desde 1984.

 “Essa programação é um presente às pessoas que ajudaram a construir a usina e também aos iguaçuenses e moradores da região, pessoas que fazem parte da nossa história”, disse o superintendente de Comunicação Social da Itaipu, Gilmar Piolla, na abertura da programação do Bolshoi na Itaipu, na sexta-feira, 15.

Piolla explicou que a escolha do Bolshoi para a programação especial de aniversário da usina não foi por acaso. A empresa estuda uma parceria com a escola para uma coreografia baseada na Lenda das Cataratas. A expectativa é que Bolshoi volte para outras novas apresentações na cidade. O primeiro espetáculo do corpo de balé da escola de Joinville encantou empregados da Itaipu, brasileiros e paraguaios, do Parque Tecnológico Itaipu (PTI), bailarinos e a comunidade em geral. Para receber o Bolshoi, o Cineteatro dos Barrageiros, passou por algumas adaptações e em breve será reformado. “Este espaço passará por uma grande transformação. Será um verdadeiro teatro”, anunciou ainda Piolla.

Na época da construção da usina, o cineteatro era um espaço destinado para o entretenimento dos milhares de operários que trabalhavam na obra. Segundo a coordenadora do Bolshoi, Silvana Albuquerque, que já levou a companhia para várias partes do Brasil e do mundo, “dançar aqui na Itaipu tem um significado simbólico. Estamos devolvendo um pouco da energia gerada por essa incrível usina por meio da nossa arte”.

Em dois atos – O espetáculo é dividido em duas partes e reúne 14 bailarinos. No primeiro ato, o “Gala Bolshoi”, os bailarinos apresentaram 10 coreografias, mesclando leveza e força em danças contemporâneas, folclóricas e trechos de balé.

No segundo ato, “Jurei por anos um dia te encontrar”, os bailarinos dançaram fases do amor ao ritmo de músicas de compositores brasileiros, como Cartola, Otto e Vinicius de Moraes. “Os relacionamentos, sobretudo o amor, são divididos em vários momentos. Procuramos contar um pouquinho deles, através da dança”, explicou a professora Maria Antonieta Spadari.

Emoção do público – A cada coreografia, o público aplaudia em pé e era só elogios. Daudrio Sandri Spielmann, que trabalha no PTI, levou a mulher, Gleonice, e a filha Melany, de dois anos. “O espetáculo é lindo, contagiante, muito bem produzido”. E acrescentou: “essa parceria entre Itaipu e Bolshoi será muito bem-vinda. Foz é carente de apresentações deste nível”. 

A estagiária Carolina Perin levou a mãe, Rosângela, e o irmão Kauã. Todos ficaram encantados. “Superou toda a nossa expectativa. A dança, o figurino e a música estavam perfeitos”.

Apaixonado por dança, o estudante João Pedro Merling já conhecia a história da escola, mas não tinha tido a oportunidade de assistir a nenhum de seus espetáculos. “Eles colocam o sentimento na dança. É muito expressiva. Com isso, envolve todo o público”.

Acompanhado da mulher, Carmem Oliveira, o professor e sociólogo Afonso de Oliveira resumiu: “Este espetáculo dá um show pelo trabalho educativo e sociocultural”.

Bolshoi – A escola brasileira, que funciona em Joinville (SC) desde 2000, é a única fora da Rússia. Já a Bolshoi, fundada em 1776, em Moscou, é uma das mais importantes companhias de balé e ópera do mundo.

O Bolshoi de Joinville tem 305 alunos na companhia e oferece desde o básico até o técnico em dança clássica e contemporânea. O corpo de dança reúne bailarinos de 20 estados brasileiros e da Argentina, Paraguai, Colômbia e até da Holanda.

Com professores russos e brasileiros, a instituição prepara bailarinos com a mesma precisão técnica e qualidade artística exigidas dos profissionais formados na Rússia. O grupo de professores da escola, na parte de dança e preparação física, é formado por três russos, um ucraniano e dez brasileiros.

Na parte de formação musical, a Escola conta com onze pianistas. Cerca de 90% dos alunos ganham bolsa integral para fazer o curso, que tem duração de dois anos.

 

 

Recomendado para você

Anúncio

Anúncio da revista D!VA

Anúncio

Anúncio

City Tour Foz do Iguaçu

Anúncio

Categorias

Assine

Logo do ClickFoz