Empresas parceiras

Igushuttle - Destino Iguassu - Passaporte Iguassu - IguFoz - Loumar Turismo
Noite Italiana - Hotel Bella Italia - Águas do Iguaçu Hotel - Bogari Hotel - Iguassu City Tour

contato@clickfozdoiguacu.com.br

(45) 3521-4041

Rua Venanti Otremba, 772. Sala 1.

CEP 85852-020 - Foz do Iguaçu

Paraná - Brasil

© Copyright - 2017 Foznet Soluções Digitais - Todos os direitos reservados.

Anúncio

Foz do Iguaçu

Assim como em 2006, Brasil volta a ser eliminado nas quartas de final da Copa do Mundo Com dois tempos distintos de jogo, seleção brasileira sai na frente, mas sofre a virada para a Holanda na sexta-feira (2)

Com dois tempos distintos de jogo, seleção brasileira sai na frente, mas sofre a virada para a Holanda na sexta-feira (2)


Por:

Publicado em:

O país sede foi diferente, o treinador da seleção brasileira era diferente, alguns jogadores eram diferentes. O final, acabou sendo o mesmo. Assim como em 2006, o Brasil perde para uma seleção europeia nas quartas de final da Copa do Mundo 2010. Se há quatro anos o algoz foi a França, em 2010 os responsáveis pela eliminação brasileira foram os holandeses.

Com uma vitória de virada por 2 a 1, na sexta-feira (2) – gol contra de Felipe Melo e outro de Sneijder, com Robinho fazendo o único tento verde-amarelo – a Holanda avança para agora enfrentar nas semifinais o vencedor de Uruguai ou Gana, que jogam ainda na sexta, às 15h30.

O jogo – O time comandado pelo técnico Dunga começou a partida de forma avassaladora. Logo no começo, o Brasil teve um gol corretamente anulado pelo árbitro japonês, Yuichi Nishimura. Poucos minutos depois, outro gol, desta vez validado.

Felipe Melo fez bom passe pelo meio, encontrando Robinho por trás da zaga. O atacante do Santos bateu de primeira na bola, abrindo o placar para a seleção canarinho. E poderia ter sido mais, tamanha era a facilidade com que o Brasil jogava diante da Holanda no primeiro tempo.

No entanto, os holandeses responderam rápido. Kuyt quase empatou, assim que seu time tomou o primeiro gol. A seleção brasileira respondeu com Juan. Após cobrança de escanteio, o zagueiro mandou por cima do gol. Em um dos raros lances de Kaká, bastante apagado na partida, o meia do Real Madrid chutou preciso pro gol, o goleiro holandês fez uma bela defesa.

Ainda na primeira etapa do jogo, Maicon, pela lateral direita, arriscou (assim como fizera na estreia, contra a Coreia do Norte), mas ficou na defesa do goleiro Stekelenburg. Contra os norte-coreanos, conseguiu fazer o gol.

Reação holandesa – No segundo tempo, veio a reação da Holanda. Aos oito minutos, em uma falta pela direita, Sneijder levantou para dentro da área. Uma bola que parecia ser fácil para o goleiro Julio César, não fosse atrapalhado pelo jogador Felipe Melo. O jogador da Juventus ainda acabou raspando a cabeça na “jabulani” e ela foi para o fundo das redes.

O jogo estava empatado e o Brasil, aos poucos, foi perdendo a razão. Esteve perto de ter Michel Bastos expulso, já que havia levado cartão amarelo na primeira etapa. Dunga o substituiu por Gilberto. Aos 22 minutos, em cobrança de escanteio, a bola foi desviada para Sneijder (sempre ele) também com a cabeça, virar o placar, fazendo 2 a 1.

Se a situação já estava ruim, ficou ainda pior com e expulsão de Felipe Melo. Com 28 minutos, o meio-campista fez falta, seguido por uma pisada em Robben. O árbitro viu, não pensou duas vezes, e mostrou o cartão vermelho. O tempo foi passando, e o empate não veio e a Holanda conseguiu, assim como em 1974, eliminar o Brasil e seguir adiante para as semifinais, tentando conquistar o primeiro título mundial. Ao Brasil, resta esperar a Copa de 2014, a ser disputada no próprio país, para tentar o sexto título.

Recomendado para você

Anúncio

Anúncio da revista D!VA

Anúncio

Anúncio

City Tour Foz do Iguaçu

Anúncio

Categorias

Assine

Logo do ClickFoz