contato@clickfozdoiguacu.com.br

(45) 3521-4041

Rua Venanti Otremba, 772. Sala 1.

CEP 85852-020 - Foz do Iguaçu

Paraná - Brasil

© Copyright - 2017 Foznet Soluções Digitais - Todos os direitos reservados.

Anúncio

Foz do Iguaçu

Auditoria fará levantamento de obras paradas em Foz do Iguaçu Num prazo de 15 dias as empresas deverão apresentar suas propostas; meta do Município é concluir as avenidas, entre elas Andradina.

Num prazo de 15 dias as empresas deverão apresentar suas propostas; meta do Município é concluir as avenidas, entre elas Andradina.


Por: Assessoria

Publicado em:

A Avenida Andradina é uma das obras que foi interrompida após a Operação Pecúlio. Foto: Daniel Muniz/AMN

A prefeitura de Foz do Iguaçu abriu licitação para uma auditoria que fará o detalhamento de cada obra parada na cidade.  O trabalho realizado pela ganhadora do certame será apresentado à Secretaria de Planejamento e posteriormente levado para conhecimento da Justiça Federal com a finalidade de responsabilizar as empresas e determinar a continuidade das obras.

“É importante frisar que apesar desse investimento, teremos mais segurança para saber o que já foi feito, o que deve ser feito e como iremos fazer. Teremos, inclusive, condições para pedir o apoio da Justiça na conclusão de obras que estão sendo investigadas e que não podemos entrar para concluir, como é o caso da Avenida Felipe Wandscheer”, disse.

A Av. Felipe Wandscheer é uma das obras mais aguardados por moradores e comerciantes. Foto: Daniel Muniz/AMN

Após a auditoria, dentre várias obras paradas, a prioridade é concluir a Avenida Andradina. “O município tem inúmeras obras paradas, mas nossa intenção é começar pela Andradina que só falta 200 metros para concluir. Assim que a auditoria concluir quanto de base e sub base já foi feito, qual é a espessura e qual é a composição que devemos usar, iremos concluir aquele trecho”, explica Cavalcante.

Ainda segundo ele, à medida que a auditoria analisar cada obra, a prefeitura começa os trabalhos na sequência. “A segunda obra deve ser a Avenida Felipe Wandscheer, que vai requerer um tempo maior de análise, pois são vários trechos apresentando problemas diferentes. Cada trecho deverá ser periciado por um engenheiro que nos dará o respaldo necessário”, pontuou o secretário.

60 dias

As empresas interessadas em participar do processo precisam ser especializadas em engenharia e construção e têm um prazo de 15 dias para apresentarem suas propostas. De acordo com o secretário de Planejamento, Elsídio Cavalcante, a despesa do serviço será de aproximadamente R$ 200 mil.

Ainda segundo o secretário, a ideia é que após os próximos 15 dias, tempo de apresentação das propostas das propostas, as empresas tenham um prazo de até dois meses para iniciar e concluir as análises. “Já temos duas empresas que sinalizaram interesse. Vamos aguardar a manifestação de outras e que atendam as exigências para disputar o processo licitatório”, espera o secretário.

Segurança

De acordo com Cavalcante, os contratos de obras envolvidos na investigação da Operação Pecúlio, fazem com que o Município preze pela segurança.  A prefeitura não pode pedir a retomada, sem saber de fato se o material utilizado e o serviço executado atendem o estabelecido em contrato, isso sem contar que futuramente podem trazer problemas, obrigando novos investimentos.

“Tivemos esse cuidado de qual passo tomar, sem infringir a Lei, e decidimos pela auditoria. O Município investe de um lado com a análise detalhada de cada obra e esse projeto trará segurança e legitimidade depois para concluir os investimentos, ou se for necessário, refazer os serviços para atender o padrão de qualidade”, destacou Elsídio.

Recomendado para você

Anúncio

Rodízio de massas - Noite Italiana

Anúncio

Anúncio

Assine

Categorias

Anúncio

City Tour Foz do Iguaçu

Anúncio

Anúncio da revista D!VA
Logo do ClickFoz