Empresas parceiras

Igushuttle - Destino Iguassu - Passaporte Iguassu - IguFoz - Loumar Turismo
Noite Italiana - Hotel Bella Italia - Águas do Iguaçu Hotel - Bogari Hotel - Iguassu City Tour

contato@clickfozdoiguacu.com.br

(45) 3521-4041

Rua Venanti Otremba, 772. Sala 1.

CEP 85852-020 - Foz do Iguaçu

Paraná - Brasil

© Copyright - 2017 Foznet Soluções Digitais - Todos os direitos reservados.

Anúncio

Foz do Iguaçu

Clickfoz entrevista o futuro secretário de turismo do Paraná Faisal Saleh comenta como surgiu o convite para o cargo e quais serão as linhas de atuação nesse novo desafio

Faisal Saleh comenta como surgiu o convite para o cargo e quais serão as linhas de atuação nesse novo desafio


Por:

Publicado em:

No dia 7 de Dezembro o fundador e atual presidente executivo do Instituto Pólo Internacional Iguassu, Faisal Saleh, foi nomeado secretário de turismo do Estado para o governo Beto Richa. Nesta quarta-feira (15), às vésperas de assumir o cargo no dia 1º de Janeiro de 2011, Saleh concedeu entrevista ao Clickfoz.
 

Foto: Clickfoz – Leticia Roese
"Os órgãos federais já começam a contribuir e a entender melhor a dinâmica da fronteira", afirma Faisal Saleh

Como se deu o convite do Beto Richa? Como é a relação entre vocês dois?
Não há uma relação prévia com o Beto Richa. Há afinidade e simpatia pela carreira dele, especialmente por ele ter herdado toda essa qualidade de uma pessoa tão nobre como é José Richa. Estou muito feliz porque o convite veio através do relacionamento dele com o trade da associação comercial e industrial de Foz do Iguaçu, e do Sindilojas também. Chegaram até eles que o governo estaria a oferecer a Foz do Iguaçu uma oportunidade em primeiro escalão e, mais provavelmente no turismo, então a cidade começou a se articular para oferecer algumas alternativas e o meu nome estava entre elas.

Quais serão as prioridades do seu secretariado?
Evidentemente a prioridade está focada no desenvolvimento do Turismo do Estado na sua plenitude. Mas, temos que ouvir muito e estabelecer metas comuns. O Estado do Paraná tem 10 regiões turísticas, tem aí 200 secretarias municipais de turismo. O Paraná tem um Conselho Estadual de Turismo que se remete a um conselho federal de turismo e os fóruns de governança dessas dez regiões turísticas se remetem ao Conselho do Estado. Então, dentro dessa linha, que já está muito bem instalada, nós vamos tentar extrair metas ousadas e trabalhar com alguns diferenciais.
Vamos buscar um posicionamento mais de protagonista do Paraná no turismo nacional e internacional. O Paraná tem que ter profissionais trabalhando dentro dos ministérios. A integração regional também é uma meta, Foz do Iguaçu é o portão de entrada do turismo do Paraná em parceria com Curitiba. Foz do Iguaçu tem muito mais a oferecer se conseguirmos instalar aqui um destino turístico internacional com todos os cuidados de fluxo e segurança que se deve ter.

O senhor falou em dez destinos turísticos fortes no Paraná. Tirando as três consideradas principais (Foz do Iguaçu, Curitiba e Paranaguá) o que vocês farão para alavancar as demais regiões?
É um pouco prematuro dar declarações de um plano de trabalho pontual. Mas, existem percepções importantes, como o turismo rodoviário como maneira de incentivar o fluxo regional. Se você faz uma viagem de 500 ou 700 km para visitar um destino turístico como Paranaguá ou como Foz do Iguaçu você estará necessariamente passando por uma dessas outras regiões. Então, estabelecer roteiros turísticos que possam oferecer essas alternativas ao viajante é uma opção. Também há a ideia de trabalhar o turismo social. Criar oportunidades para que uma cadama maior da população tenha possibilidade de viajar dentro de seu Estado.

Como você vê a gestão do turismo de Foz do Iguaçu?
A gestão integrada de Foz do Iguaçu é exemplo no mundo hoje, rende elogios e prêmios a todos os momentos. Isso não é por acaso, isso nos mostra que nós temos que seguir pelo caminho da integração institucional. Setor privado, público, academia e terceiro setor tem que estar trabalhando de mãos dadas. Um tem muito o que contribuir ao outro, o importante para nós é compreender como essa cooperação se dá par todos nós sairmos vencedores. O que nós temos que fazer é aprender com Foz do Iguaçu, tentar disseminar essas práticas a nível de Estado e colaborar com Foz do Iguaçu para que ela siga adiante neste caminho virtuoso que ela vem seguindo.

Como você pretende ver Foz do Iguaçu ao fim do governo Beto Richa?
Eu sempre tive o sonho de ver Foz do Iguaçu como destino turístico internacional. Deus não nos deu todas essas potencialidades por acaso. As Cataratas são uma das maiores maravilhas do mundo e o homem teve a capacidade e a ousadia de construir uma hidrelétrica que não consegue ser superada em produção de energia e também em beleza. Todas as potencialidades ambientais, culturais, étnicas. Foz do Iguaçu é um dos únicos lugares onde o acesso físico a dois outros países é facilitado, não é como você cruzar os Andes, a Amazônia ou o Pantanal.  As coisas por aqui estão feitas de uma maneira que temos que aproveitar ao máximo suas belezas e atratividades.

O conhecimento é uma via eficaz para o sustentabilidade do turismo e nosso parque universitário, nossas instituições tecnológicas estão ganhando espaço e terreno no sentido de promover uma verdadeira integração continental e de promover a formação de excelentes profissionais que vão nos ajudar a construir um futuro diferente.
Com tudo isso há de se imaginar que Foz do Iguaçu está só no início de sua grande caminhada. Os atropelos e os problemas originados pelo nascimento do bloco econômico e problemas naturalmente originários de fronteira já estão praticamente superados e hoje estamos em uma curva de ascendência.

E quanto ao novo presidente executivo do Polo Iguassu?
Dia 21 de dezembro eles se reunirão para eleger um novo presidente executivo.

Faisal Saleh é empresário em Foz do Iguaçu. Além de atuar no Polo Iguassu, participou da criação e da direção do Conselho Municipal de Turismo de Foz do Iguaçu, do Iguassu Convention & Visitors Bureau, da Câmara de Comércio Paraguaio/Americana e do Centro de Importadores e Comerciantes Del Alto Paraná, entre outras instituições ligadas à integração e ao turismo. Nasceu em Ponta Grossa, tem 51 anos. Vive em Foz do Iguaçu desde os 25 anos.

Recomendado para você

Anúncio

Anúncio da revista D!VA

Anúncio

Anúncio

City Tour Foz do Iguaçu

Anúncio

Categorias

Assine

Logo do ClickFoz