contato@clickfozdoiguacu.com.br

(45) 3521-4041

Rua Venanti Otremba, 772. Sala 1.

CEP 85852-020 - Foz do Iguaçu

Paraná - Brasil

© Copyright - 2017 Foznet Soluções Digitais - Todos os direitos reservados.

Anúncio

Foz do Iguaçu

CP emite notificação e Reni terá 10 dias para apresentar defesa Comissão Processante contra o prefeito tem como objetivo apurar as denúncias apontadas durante a Operação Pecúlio

Comissão Processante contra o prefeito tem como objetivo apurar as denúncias apontadas durante a Operação Pecúlio


Por: Lauane de Melo

Publicado em:

Os integrantes da Comissão Processante – CP, instalada na sessão ordinária do dia 07 de julho, após sorteio realizado em plenário, assinaram na manhã de hoje, 12, a notificação ao prefeito Reni Pereira que, a partir de agora passa a ser investigado pelos supostos crimes de responsabilidade, peculato, prevaricação, advocacia administrativa, corrupção passiva e fraude à licitação, além da prática de atos de improbidade administrativa e de infração político administrativa. 

Instaurada pela portaria da Presidência nº 119/2016, a CP é composta pelos Vereadores Zé Carlos (PMN) – presidente, Hermógenes de Oliveira (PSC) – relator e Dilto Vitorassi (PV) – membro, e tem como objetivo principal apurar as denúncias referentes aos fatos investigados pela Polícia Federal e Ministério Público Federal – MPF na “Operação Pecúlio”, bem como pela Comissão Parlamentar de Inquérito – CPI instituída pela portaria da Presidência nº 73/2016.

Assim que for notificado sobre a abertura da Comissão Processante, o gestor público terá dez dias, a contar da data da notificação, para apresentar defesa prévia, por escrito, bem como indicar as provas que pretende produzir e arrolar testemunhas de defesa. Caso Reni Pereira esteja ausente do Município, a notificação deverá ser publicada em Diário Oficial, com intervalo de três dias, sendo preciso uma nova publicação da notificação na sequência. 

Segundo o Vereador Zé Carlos (PMN), presidente da Comissão Processante, “foram encaminhados para o conhecimento do prefeito, cópia da denúncia e documentos colhidos pela CPI Pecúlio, para que ele possa tomar conhecimento e preparar a sua defesa”, ressaltou o Zé Carlos. 

Decorrido o prazo de defesa, a Comissão Processante emitirá um parecer no prazo máximo de cinco dias, opinando pelo arquivamento ou pelo prosseguimento das denúncias. “A partir deste momento (após decorrido o prazo de defesa prévia) é que iremos nos reunir para fazer uma análise profunda de todo o processo instaurado até o momento. Vamos olhar, com cautela, toda a documentação produzida pela CPI Pecúlio e, juntamente com o jurídico desta casa, vamos analisar item por item da defesa do prefeito. Teremos cinco dias para fazer o nosso relatório e assim o faremos”, disse Hermógenes de Oliveira, relator da CP. 

CPI PECÚLIO – Enquanto isso, a Comissão Parlamentar de Inquérito, formada pelos Vereadores Dilto Vitorassi (PV), Edílio Dall’Agnol (PSC) e Nilton Bobato (PCdoB), voltou a se reunir nesta terça-feira, 12, para dar continuidade ao processo de investigação após a apresentação do relatório parcial ao plenário da Casa de Leis. 

A CPI Pecúlio resolveu solicitar cópias documentais ao Governo Municipal sobre assuntos pertinentes à investigação e que abrangem a área do Esporte. Os vereadores abriram linha de investigação para os contratos realizados pela Secretaria Municipal de Esportes na contratação do Bolsa Técnico e como já deram andamento na investigação de suspeitas de irregularidades na venda de terrenos na cidade, os integrantes da CPI estão respondendo a um requerimento impetrado pelo Fozhabita que questiona a legitimidade da CPI no trabalho que investiga os processos habitacionais do Instituto de Habitação da cidade.

Recomendado para você

Anúncio

Anúncio

Anúncio

Anúncio

City Tour Foz do Iguaçu

Anúncio

Parceria

Categorias

Anúncio

Rodízio de massas - Noite Italiana
Logo do ClickFoz