contato@clickfozdoiguacu.com.br

(45) 3521-4041

Rua Venanti Otremba, 772. Sala 1.

CEP 85852-020 - Foz do Iguaçu

Paraná - Brasil

© Copyright - 2017 Foznet Soluções Digitais - Todos os direitos reservados.

Anúncio

Foz do Iguaçu

Educadores promovem adesivaço na Praça do Mitre em Foz Ação acontece nesta sexta-feira, 12, às 18 horas

Ação acontece nesta sexta-feira, 12, às 18 horas


Por: Lauane de Melo

Publicado em:

A APP-Sindicato/Foz promove o adesivaço "Não vote em inimigos da educação"!, nesta sexta-feira, 12, a partir das 18 horas, na Praça do Mitre. A ação acontece simultaneamente em diversas cidades do Paraná, sendo uma deliberação da Assembleia Estadual da categoria, durante encontro realizado no mês de janeiro, em Foz do Iguaçu.

Além de educadores das escolas da rede estadual, participam do ato estudantes, pais de alunos e integrantes do movimento social iguaçuense. Serão distribuídos adesivos nos semáforos próximos à Praça do Mitre, além de diálogos com a população sobre as atuais condições das escolas públicas paranaenses, marcadas por problemas estruturais, falta de merenda, carência de professores, superlotação, entre outros.

De acordo com a diretora de Comunicação da APP-Sindicato/Foz, Mirian Takahashi, o adesivaço faz parte de um conjunto de iniciativas de esclarecimentos que serão promovidas pelos trabalhadores da educação até as eleições municipais, em outubro. O objetivo é alertar a população sobre o posicionamento dos políticos detentores de mandados eletivos que apoiaram a eleição do governador Beto Richa ou que mantêm apoio ao seu mandato.

A dirigente sindical explica que a intenção é impedir a eleição ou a reeleição de candidatos que integram partidos da base de sustentação do Governo Estadual e da chamada Bancada Camburão. “Os aliados que elegeram Beto Richa e os que dão sustentação ao atual governo são inimigos da educação. A campanha nas cidades pretende fazer essa reflexão com a população”, enfatiza Mirian Takahashi.

Na avaliação dos educadores paranaenses, o governador Beto Richa não teria condições de promover o atual desmonte da educação pública sem a base de apoio na Assembleia Legislativa e nos municípios. As principais medidas prejudiciais à escola pública e ao funcionalismo, como o confisco da previdência social, foram aprovadas pela imensa maioria dos deputados e também foram respaldas por lideranças locais e regionais, como prefeitos e vereadores vinculados ao governo.

Escolas – As aulas neste início de 2016 estão sendo marcadas por problemas nas escolas da rede estadual em Foz do Iguaçu. De acordo com relatos de educadores à APP-Sindicato/Foz, a carência de professores, a falta de merenda e a descontinuidade dos trabalhos pedagógicos são algumas das dificuldades enfrentadas pelas escolas. Nesta situação, encontram-se instituições como o Dom Pedro II, Carmelita, Bartolomeu Mitre, Três Fronteiras, Cataratas do Iguaçu e Gustavo Dobrandino.

Recomendado para você

Anúncio

Rodízio de massas - Noite Italiana

Anúncio

Anúncio

Assine

Categorias

Anúncio

City Tour Foz do Iguaçu

Anúncio

Anúncio da revista D!VA
Logo do ClickFoz