contato@clickfozdoiguacu.com.br

(45) 3521-4041

Rua Venanti Otremba, 772. Sala 1.

CEP 85852-020 - Foz do Iguaçu

Paraná - Brasil

© Copyright - 2017 Foznet Soluções Digitais - Todos os direitos reservados.

Anúncio

Saúde em Foz do Iguaçu

Estado vai manter intervenção em Hospital de Foz até o final do ano Anúncio foi feito pelo secretário estadual, Michele Caputo Neto

Anúncio foi feito pelo secretário estadual, Michele Caputo Neto


Por: Assessoria

Publicado em:

O secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto, anunciou nesta terça-feira, 11, que o Governo do Paraná vai renovar o convênio de custeio do Hospital Municipal Padre Germano Lauck, de Foz do Iguaçu. A medida tem o aval do governador Beto Richa e representa um aporte extra de R$ 37 milhões em recursos do tesouro estadual.

Com isso, o Estado também assegura a continuidade da intervenção administrativa na unidade até o final do ano.“Temos o compromisso de ajudar no resgate do sistema de saúde de Foz e o fortalecimento do hospital municipal é um dos pontos-chave deste projeto”, destacou Caputo Neto, que irá à Foz do Iguaçu em maio para assinar o convênio que oficializa o repasse dos recursos.

O anúncio foi feito durante encontro em Curitiba, que contou com a presença do prefeito eleito de Foz do Iguaçu, Chico Brasileiro, e a prefeita em exercício, Inês da Saúde. O Hospital Municipal está sob intervenção do Estado desde o dia 1º de dezembro de 2016. A atitude foi tomada para evitar que a população fosse prejudicada, visto que a unidade corria sérios riscos de fechar as portas e suspender o atendimento público.

Inicialmente, a intervenção aconteceria por um período máximo de 180 dias, renováveis por mais 180 dias. O prazo venceria no dia 23 de abril, mas já com antecedência o Estado assegura a manutenção da parceria. “O povo não pode pagar pelos erros do passado. Esperamos que, com a nova administração do prefeito Chico Brasileiro, as coisas sigam no rumo certo e possamos devolver o hospital à prefeitura com as contas equilibradas e sua vocação bem definida”, disse o secretário.

Nestes primeiros seis meses de intervenção, o Estado está destinando cerca de R$ 38,2 milhões para manter a estrutura. O recurso é aplicado na cobertura de despesas de custeio, como contratação de profissionais, folha de pagamento, compra de medicamentos, insumos e materiais médico-hospitalares, gastos com fornecedores, contas de água, luz, telefone, entre outros.

A partir de agora, com a segunda etapa do processo de intervenção, o objetivo é tornar o hospital mais eficiente e com sustentabilidade financeira para se manter cada vez mais com os recursos do SUS. A ideia é fortalecer o caráter de referência regional em urgência e emergência e reduzir custos, sem que haja prejuízos ao atendimento da população da fronteira. “Nomeamos uma comissão administrativa de intervenção que ajeitou a casa, fez um diagnóstico detalhado da situação e implantou um novo modelo de gestão que deu estabilidade à estrutura. Agora queremos avançar em outras áreas, deixando o hospital pronto para voltar à gestão da prefeitura” relatou o diretor-geral da Secretaria de Estado da Saúde, Sezifredo Paz.

Nos anos anteriores, a instituição gerenciava os recursos repassados para a gestão sem se preocupar com as receitas advindas do SUS nos diversos setores. Dos 30 leitos de UTI, por exemplo, apenas 11 ainda tinham esse credenciamento. Além disso, o hospital está no centro de diversas denúncias de corrupção, que geraram um desequilíbrio financeiro na unidade.

Para o prefeito eleito de Foz do Iguaçu, Chico Brasileiro, é importante que se reconheça a ação do Governo do Estado em ajudar o município neste período crítico. “Somos gratos ao governador Beto Richa que foi sensível à causa e está garantindo este apoio ao nosso hospital. Ter o Estado como parceiro é essencial para nós neste momento”, agradeceu.

Chico afirmou ainda que sua gestão terá como prioridade fortalecer também a área da atenção básica, sobretudo com a contratação de novos servidores. “Vamos investir mais nas unidades de saúde. Faremos também um concurso público para colocar novos profissionais na atenção primária”, disse.

Recomendado para você

Anúncio

Rodízio de massas - Noite Italiana

Anúncio

Anúncio

Anúncio

Anúncio da revista D!VA

Categorias

Anúncio

City Tour Foz do Iguaçu

Assine

Logo do ClickFoz