contato@clickfozdoiguacu.com.br

(45) 3521-4041

Rua Venanti Otremba, 772. Sala 1.

CEP 85852-020 - Foz do Iguaçu

Paraná - Brasil

© Copyright - 2017 Foznet Soluções Digitais - Todos os direitos reservados.

Anúncio

Saúde em Foz do Iguaçu

Foz conta com tratamento inovador para doença de próstata Hoje, cerca de 10 mil homens sofrem de HBP na cidade

Hoje, cerca de 10 mil homens sofrem de HBP na cidade


Por: Assessoria

Publicado em:


A HBP, hiperplasia benigna da próstata, atinge cerca de 14 milhões de brasileiros, segundo a SBU – Sociedade Brasileira de Urologia. Só em Foz do Iguaçu, cerca de 10 mil homens entre 50 e 80 anos de idade apresentam a condição.  De acordo com o urologista, Gustavo Zepka Cruz, do Hospital HMCC – Ministro Costa Cavalcanti, a HBP é uma doença benigna que se instala lentamente, porem se deixada sem tratamento pode acarretar diversas complicações ao sistema urinário.

Estima-se que mais de 30% dos homens acima de 50 anos necessitarão de algum tipo de tratamento durante a vida. Entre os sintomas mais comuns da HBP estão: vontade frequente de urinar, dificuldade para iniciar a micção e jato de urina fraco e aumento da frequência urinara noturna.

“O envelhecimento do homem é o principal fator de risco para a HBP, já que após os 45 anos de idade a próstata começa a crescer de maneira natural. Apesar de ser uma condição benigna, a maioria dos homens não conhecem a doença, porém, a HBP pode desencadear outros distúrbios como insuficiência renal, pedras na bexiga, entre outros, e por isso merece tanta atenção”, explica o especialista.

Tratamento com Laser  

Medicamentos são sempre a primeira escolha para o tratamento da hiperplasia. Quando o paciente não responde bem, é indicado a cirurgia. Já está disponível em Foz do Iguaçu e para toda região a última geração da terapia a laser verde para o tratamento da HBP.

Chamado de GreenLight XPS, o equipamento permite uma cirurgia mais efetiva e precisa para próstatas de qualquer tamanho. A vaporização a laser torna a cirurgia mais rápida, com menos riscos de sangramento e alta hospitalar em 24 horas. O tratamento é ainda um avanço para pacientes com doenças do coração, já que não há necessidade de suspender o uso de anticoagulantes. “Recebemos pacientes de Foz e também do Paraguai e Argentina. Com a nova tecnologia, estamos com estimativa de realizar cerca de 4 a 6 cirurgias por mês em 2017”, finaliza.

Recomendado para você

Anúncio

Rodízio de massas - Noite Italiana

Anúncio

Anúncio

Assine

Categorias

Anúncio

City Tour Foz do Iguaçu

Anúncio

Anúncio da revista D!VA
Logo do ClickFoz