contato@clickfozdoiguacu.com.br

(45) 3521-4041

Rua Venanti Otremba, 772. Sala 1.

CEP 85852-020 - Foz do Iguaçu

Paraná - Brasil

© Copyright - 2017 Foznet Soluções Digitais - Todos os direitos reservados.

Anúncio

Foz do Iguaçu

“Foz do Iguaçu e sua população sofrem o ônus do pedágio exorbitante”, critica Zé Carlos Membros da CPI do Pedágio realizam audiência pública e colhem dados da população da fronteira

Membros da CPI do Pedágio realizam audiência pública e colhem dados da população da fronteira


Por: Leca

Publicado em:

Membros da CPI do Pedágio no Estado organizaram uma audiência pública na Câmara de Vereadores de Foz do Iguaçu nesta quinta-feira (3 de outubro) para ouvir a população e verificar o impacto da cobrança do pedágio na vida da cidade.

A reunião foi comandada pelo presidente da CPI, deputado Nelson Luersen e mais quatro membros da Comissão – Péricles de Mello, Wilson Quinteiro, Adelino Ribeiro, Douglas Fabrício-, além do deputado Elton Welter, assim como o presidente da Câmara, vereador Zé Carlos e o prefeito de Foz Reni Pereira que fizeram parte da mesa. Também participaram do encontro os vereadores Paulo Rocha, Rudinei de Moura, Coquinho, Marino, Chico Noroeste, Edilio Dal’Agnol, Beni Rodrigues, Dilto Vitorassi e a vereadora Anice Gazzaoui.
 

Foto: CMFI
Membros da CPI do Pedágio realizam audiência pública e colhem dados da população da fronteira

O vereador Zé Carlos, no uso da palavra, lembrou que o município iguaçuense recebeu o impacto negativo da cobrança do pedágio. “Além de sofrermos com a divisão da cidade, com o traçado da rodovia federal BR 277 , recebemos o ônus de um pedágio exorbitante, da falta de compromisso nos investimentos da pedagiada. Tanto é que tivemos que ir à rua, através do movimento Viaduto Já! para que o governo Estadual atendesse nosso pedido, através da construção da trincheira”, destacou. O vereador acredita que a CPI traçará um norte para o sistema de cobrança de pedágio no Paraná.

A CPI recebeu documentos que apontam que as pedagiadas arrecadaram R$20 bilhões e menos de R$3 bilhões foram investidos.

Instaurada em 10 de julho, a CPI tem um objetivo simples: verificar se a concessão de rodovias no Paraná está regular – se as obras previstas foram feitas e se os valores praticados são adequados. A Comissão tem 120 dias- prorrogáveis por mais 60 dias- para finalizar a investigação.

Recomendado para você

Anúncio

Rodízio de massas - Noite Italiana

Anúncio

Anúncio

Anúncio

Anúncio da revista D!VA

Categorias

Anúncio

City Tour Foz do Iguaçu

Assine

Logo do ClickFoz