contato@clickfozdoiguacu.com.br

(45) 3521-4041

Rua Venanti Otremba, 772. Sala 1.

CEP 85852-020 - Foz do Iguaçu

Paraná - Brasil

© Copyright - 2017 Foznet Soluções Digitais - Todos os direitos reservados.

Anúncio

Foz do Iguaçu

Foz do Iguaçu terá 2ª marcha contra maus-tratos de animais A passeata acontecerá no dia 12 de abril, às 14 horas

A passeata acontecerá no dia 12 de abril, às 14 horas


Por: Lauane de Melo

Publicado em:

Só quem tem um entenderá o que iremos falar nesta matéria. Os animais de estimação para quem os ama, cuida e protege, são como filhos para gente. Eu mesma sofri um drama nesta última terça-feira, 10. Um dos meus acabou fugindo de casa e não conseguiu voltar. O medo que ele encontrasse algum “ser humano” que o machucasse tomou conta de mim. Afinal, vemos cada fato cruel que acontece por aí. Mas, graças a Deus, tivemos a sorte de encontrar uma pessoa boa que ajudou o Roliço a voltar para casa!

Foto: Dvulgação
Evento acontecerá no dia 12 de abril, às 14 horas

Porém, sabemos que nem todas as histórias acabam com finais felizes. Por isso, no dia 12 de abril, às 14 horas, está sendo organizada em Foz do Iguaçu, a 2ª Marcha da Defesa Animal. O objetivo deste evento é justamente pedir o aumento das penas para quem comete crueldade contra os bichinhos, como maus-tratos e abandono, por exemplo. Simultaneamente, a manifestação acontecerá em mais de 90 cidades em todo o país.

A passeata sairá da frente Polícia Federal de Foz, na Avenida Paraná e segue até a Praça Naipi, ao lado do Shopping JL. Lá, os protetores distribuirão panfletos e orientarão a comunidade sobre a importância da castração de animais. “Reivindicamos castração gratuita, hospital público veterinário, aumento da pena de maus-tratos para 8 a 10 anos de prisão (reclusão), tratamento de leishmaniose, proibição de carroças e eventos que exploram e maltratam animais como: rodeio, vaquejada e feiras de exposição”, explicou a organizadora Marcele Barrocas.

Na primeira edição em 2014, o evento conseguiu a participação de duzentas pessoas. Este ano, a expectativa é que este número seja maior. “As pessoas poderão levar seus animais no dia, desde que tomem atenção com o ouvido do animal, pois, teremos carro de som. Então é preciso colocar algodão no ouvido para abafar o som. É importante também tomar cuidado com o clima, para não machucar as patinhas deles, já que a marcha acontece às 14 horas e pode estar muito quente”, ressalta Barrocas.

Para os participantes da marcha ou simpatizantes da causa, estão sendo comercializadas camisetas a 30 reais. A venda delas será revertida para tratamentos de animais abandonados, como é o caso da Amada, símbolo da passeata deste ano. Marcele encontrou a cadelinha no dia 8 de janeiro, na Avenida JK atravessando a pista, chorando com dor e desnutrida. Ela foi diagnosticada com leishmaniose. Desde então está sendo tratada e hoje é linda e muito feliz.
 

Foto: Divulgação
Amada agora precisa de um lar! 

“No Brasil, o tratamento de leishmaniose em animais é proibido. Mas é um absurdo, já que 88 países do mundo inteiro tratam a doença normalmente. Inclusive, a OMS (Organização Mundial da Saúde) não recomenda a eutanásia como forma de controlar a leishmaniose e indica o tratamento, como forma ética e de controle Ou seja, estou conseguindo provar que vários veterinários do Brasil hoje tentam. Que é possível sim salvar uma vida”, esclareceu a protetora.

Depois da luta pela vida, Amada agora luta para conseguir um lar. “Estamos em busca de alguém que possa dar todo o amor que ela precisa. Ela precisa de uma família. Ela merece ser Amada”, finaliza Marcele.

 
 

 

Recomendado para você

Anúncio

Rodízio de massas - Noite Italiana

Anúncio

Anúncio

Anúncio

Anúncio da revista D!VA

Categorias

Anúncio

City Tour Foz do Iguaçu

Assine

Logo do ClickFoz