contato@clickfozdoiguacu.com.br

(45) 3521-4041

Rua Venanti Otremba, 772. Sala 1.

CEP 85852-020 - Foz do Iguaçu

Paraná - Brasil

© Copyright - 2017 Foznet Soluções Digitais - Todos os direitos reservados.

Anúncio

Saúde em Foz do Iguaçu

Ministério da saúde determina que não haja vacinação antirrábica em Foz este ano Cidades que não apresentam registros da doença em animais domésticos há mais de dois anos não precisam mais imunizar

Cidades que não apresentam registros da doença em animais domésticos há mais de dois anos não precisam mais imunizar


Por: Assessoria

Publicado em:

vacina antirrabicaA campanha de vacinação contra cães e gatos no Município de Foz do Iguaçu está suspensa por determinação do Ministério da Saúde. Municípios brasileiros que não apresentam registros da doença em animais domésticos há mais de dois anos não precisam mais vacinar. O último caso canino em Foz foi registrado em 2005.

Entretanto, o Centro de Controle de Zoonoses – CCZ continuará à disposição da população para orientar donos de animais domésticos que precisem de qualquer esclarecimento. “A vigilância da circulação viral nos cães e gatos é realizada pelo CCZ através do envio semanal de amostras de material encefálico ao Laboratório Central do Estado – LACEN. Como a raiva nessas espécies está sob controle, não há recomendação técnica da realização de campanhas de vacinação. Em virtude disso, o Ministério da Saúde suspendeu o envio de vacinas para uso rotineiro, de forma que o CCZ não oferta mais esse serviço à população. Mas é importante frisar que é necessário que as pessoas continuem vacinando seus animais, levando-os a uma clínica veterinária para isso”, disse a médica veterinária, Luciana Chiyo, que acrescenta: “A responsabilidade de vacinar os animais é dos proprietários e está prevista na Lei Municipal nº 196/2012”.

Cuidados básicos

O CCZ apresenta uma série de orientações a quem tem animais domésticos para evitar a raiva. Os donos devem vacinar seus cães e gatos, procurando os serviços de uma clínica veterinária particular. Deve-se evitar que os animais saiam de casa e entrem em contato com outros animais errantes.

Caso seja encontrado um morcego, vivo ou morto, não se deve tocá-lo em hipótese alguma (do mesmo modo, deve-se impedir que cães e gatos também tenham contato). No caso de se encontrar um morcego morto a pessoa deve apenas colocar um balde vazio, virado de ponta cabeça sobre o animal e ligar imediatamente para o CCZ que irá até o local.

Em caso de contato direto com um morcego o morador deve procurar a UPA imediatamente. A decisão sobre o tratamento ou sua dispensa é sempre do médico. Caso um cão ou gato tenha tido contato com morcego é importante que o proprietário ligue para o CCZ e informe, pois serão executadas medidas de prevenção e controle imediatas. Nesses casos, é recomendado isolar o animal e deixá-lo sem contato com as pessoas até que as recomendações específicas do CCZ sejam realizadas.

Não é recomendado matar morcegos, pois são animais protegidos pela legislação. Somente são considerados suspeitos de portar a doença aqueles que estiverem caídos ou encontrados em locais não habituais ou voando durante o dia (estes também não devem ser mortos). Em todos os casos o CCZ deve ser acionado para recolher o animal.

Raiva

A raiva é uma zoonose provocada por um vírus e transmitida através da saliva de animais infectados. Todos os mamíferos podem adquirir a doença, bem como transmiti-la.

É uma doença que leva os animais à morte em 100% dos casos. Em humanos, a morte ocorre em quase 100% dos casos após o início dos sintomas. Para pessoas que tiveram contato com animal infectado, existe tratamento preventivo, antes do desenvolvimento dos sintomas.

Serviço

O telefone de contato com o Centro de Controle de Zoonozes é o 3524-8848.

Recomendado para você

Anúncio

Rodízio de massas - Noite Italiana

Anúncio

Anúncio

Assine

Categorias

Anúncio

City Tour Foz do Iguaçu

Anúncio

Anúncio da revista D!VA
Logo do ClickFoz