Empresas parceiras

Igushuttle - Destino Iguassu - Passaporte Iguassu - IguFoz - Loumar Turismo
Noite Italiana - Hotel Bella Italia - Águas do Iguaçu Hotel - Bogari Hotel - Iguassu City Tour

contato@clickfozdoiguacu.com.br

(45) 3521-4041

Rua Venanti Otremba, 772. Sala 1.

CEP 85852-020 - Foz do Iguaçu

Paraná - Brasil

© Copyright - 2018 Foznet Soluções Digitais - Todos os direitos reservados.

Anúncio

Cultura em Foz do Iguaçu

Nilton Bobato lança obra “Palestina, um olhar além da ocupação” Livro narra missão dos parlamentares à Palestina no ano de 2015

Livro narra missão dos parlamentares à Palestina no ano de 2015


Por: Assessoria

Publicado em:

A obra “Palestina, um olhar além da ocupação” será lançada na próxima sexta-feira, 02, às 20h, no Hotel Golden Park Internacional e narra a experiência vivenciada pelo vice-prefeito Nilton Bobato (PCdoB) e pelo vereador Paulo Porto, de Cascavel, em 2015, na Palestina. Os dois, acompanhados pelo Presidente da Sociedade Palestina de Foz e atual Diretor de Relações Internacionais da prefeitura, Jihad Abu Ali, testemunharam durante sete dias, os conflitos e as injustiças promovidos pelo apartheid social imposto por Israel sob o povo palestino.

A missão realizada quando Bobato ainda era vereador resultou em uma exposição fotográfica assinada por Paulo Porto e em uma obra que foi talhada em uma sensação de injustiça, dor e solidariedade. Em um dos trechos do relato de viagem, Bobato retrata o cerco e a injustiça contra os palestinos. “Coisas absurdas, como Jericó, que tem mais de uma dezena de fontes de água, mas o exército de Israel só permite que a cidade inteira seja abastecida por uma única nascente, as demais estão à disposição somente das poucas centenas de colonos judeus ou a cidade de Beitunia, que tem 80% de seu território agricultável ocupado e seus agricultores, para entrarem nas suas próprias terras, dependem de autorização e da vontade dos militares israelenses”, comenta.

Ao conhecer a realidade dos palestinos tão de perto, a obra se transforma também em ferramenta de apoio à causa palestina. O livro expõe o cotidiano de uma região que vive sob uma verdadeira apartheid social e mesmo assim se mantem resistente e capaz de preservar sua cultura. “Mas vimos também que este país ocupado é capaz de construir e manter grandes universidades, praças, monumentos em memória de seus heróis, encontrar alternativas para saneamento, captação de água, industrialização, produção agrícola e mantém sua cultura e os valores de seu povo”, expressou Bobato, escritor de sete livros de romance e contos,  chega à oitava obra, com o viés testemunhal. 

Livro

Com 120 páginas, a obra publicada pela Editora Limiar relata várias situações de discriminação e um clima de tensão permanente. Isso fica claro quando Jihad, filho de palestino e brasileiro, ficou retido na alfândega na entrada e na saída do país; marcando uma das várias situações de coação ocorrida ao longo da viagem. Sem Jihad para servir de intérprete, os dois outros brasileiros tiveram de se virar para conseguir chegar a seu destino e serem recepcionados pelo prefeito de Jericó, porque, apesar de estarem na cidade, era proibido por Israel o prefeito Palestino se locomover livremente pela sua própria cidade.

Esses e outros episódios, como o do encontro com o presidente da Palestina, Mahmoud Abbas, a tensão a cada checkpoint (barreiras formadas por soldados de Israel por toda Palestina) e a alegria e surpresa de encontrar, mesmo sob ocupação, uma sociedade vibrante e que não se rende, são relatados de maneira direta neste livro depoimento, belamente ilustrado com as fotos de Paulo Porto.

Importância

Além do livro e da exposição fotográfica, a missão rendeu em várias ações importantes para o desenvolvimento entre a Palestina e o Brasil. Uma delas foi o fortalecimento da lei, de autoria de Bobato, que tornou os municípios de Jericó e Foz do Iguaçu co-irmãos, dando prosseguimento às ações de cooperação científica, turística, tecnológica e cultural. Além disso, por intermédio também de Paulo Porto foram realizadas parcerias de intercâmbio entre a Unioeste e as universidades da Palestina e o PTI. Mas o principal extrato, foi o fortalecimento com a causa palestina. “Deixamos este país, com um aprendizado muito grande e com a convicção, mais forte ainda, de que a causa palestina é justa, necessária e é uma causa não só de um povo, mas da humanidade, por tudo o que representa esta região”, enfatizou Bobato.

Viagem

A comissão brasileira visitou e realizou agendas em 2015 nas cidades de Jericó, Ramallah, Beitunia, Borin, Jerusalém, Kalandia, Belém, Yatta e vários vilarejos, além da Universidade de BirZeit.  “Levamos flores ao túmulo de Yasser Arafat, o grande herói palestino e visitamos o museu de Mahmoud Darwish, o poeta da resistência. Conhecemos também uma comunidade beduína, as casas dos povos das pedras de Yatta e a mesquita na montanha que guarda o túmulo de Moisés. Tivemos contato com vários aspectos da cultura local, sua gastronomia e seus atrativos turísticos e históricos”, concluiu Bobato.

Em Cascavel, o livro será publicado no dia 03 de fevereiro, às 18h, na Câmara Municipal de Vereadores.

Recomendado para você

Anúncio

Anúncio

Anúncio

Anúncio

Anúncio

Categorias

Anúncio

Logo do ClickFoz