contato@clickfozdoiguacu.com.br

(45) 3521-4041

Rua Venanti Otremba, 772. Sala 1.

CEP 85852-020 - Foz do Iguaçu

Paraná - Brasil

© Copyright - 2017 Foznet Soluções Digitais - Todos os direitos reservados.

Anúncio

Foz do Iguaçu

“Nós temos o monopólio da impunidade”, afirma Juca Kfouri O tema da palestra era “Uma Copa Não se Ganha nem na Farra nem na Missa”, mas a pauta foi muito além

O tema da palestra era “Uma Copa Não se Ganha nem na Farra nem na Missa”, mas a pauta foi muito além


Por:

Publicado em:

Fotos: Clickfoz – Augusto Conter

Normal
0

21

false
false
false

PT-BR
X-NONE
X-NONE

/* Style Definitions */
table.MsoNormalTable
{mso-style-name:”Tabela normal”;
mso-tstyle-rowband-size:0;
mso-tstyle-colband-size:0;
mso-style-noshow:yes;
mso-style-priority:99;
mso-style-qformat:yes;
mso-style-parent:””;
mso-padding-alt:0cm 5.4pt 0cm 5.4pt;
mso-para-margin-top:0cm;
mso-para-margin-right:0cm;
mso-para-margin-bottom:10.0pt;
mso-para-margin-left:0cm;
line-height:115%;
mso-pagination:widow-orphan;
font-size:11.0pt;
font-family:”Calibri”,”sans-serif”;
mso-ascii-font-family:Calibri;
mso-ascii-theme-font:minor-latin;
mso-fareast-font-family:”Times New Roman”;
mso-fareast-theme-font:minor-fareast;
mso-hansi-font-family:Calibri;
mso-hansi-theme-font:minor-latin;
mso-bidi-font-family:”Times New Roman”;
mso-bidi-theme-font:minor-bidi;}

“Não precisa ter um estádio alemão no Morumbi. Podemos fazer a Copa brasileira no Brasil”, defendeu o jornalista

Na noite de sexta-feira (17), com 45 minutos de atraso, o jornalista comentarista da ESPN Brasil e apresentador do CBN Esporte Clube, Juca Kfouri, ministrou uma palestra no Hotel Golden Tulip, em Foz do Iguaçu.

“O tema da palestra é apenas uma provocação”, começou o palestrante. Juca utilizou cerca de uma hora e meia para falar não só sobre a disciplina das seleções nas Copas, mas também sobre financiamento público nos esportes e o papel do jornalismo esportivo no Brasil.

A frase no título da matéria é representativa da crítica mais recorrente na fala do jornalista, que focou principalmente em uma crítica as políticas públicas do Brasil para o esporte. O jornalista bateu em certos pontos com veemência, como no do dinheiro que foi desviado no Pan Americano do Rio de Janeiro, onde, segundo ele relatou, não se condenaram os culpados e a eles ainda foi dado a administração das Olímpiadas de 2016.

Juca também questionou o planejamento a curto prazo existente no país, como na construção do Engenhão, em que muito foi investido há três anos atrás e que agora não poderá ser utilizado na Copa do Mundo, campeonato que o Brasil já planejava pleitar a sede, segundo ele. Para o jornalista, os "elefantes bracos" (estádios que não terão serventia a longo prazo) serão construídos na Copa do Mundo do Brasil, com arenas em Manaus e Cuiabá, além de estádio para 70 mil pessoas em Brasília.

Juca demonstrou bom humor e respondeu perguntas até as 23h

Copa do Mundo 2006 – “Na melhor partida da seleção, depois de um brilhante primeiro tempo contra a Holanda, o time tomou um gol contra e se desregulou no início do segundo tempo. E o Felipe Melo começou a distribuir pontapés. O time renovado e controlado saiu na exata mesma fase do time dos bardeneiros de 2006”, disse o comentarista da ESPN Brasil.

Juca Kfouri criticou o comando de Dunga. “Acho louvável que ele não tenha dado privilégios para a Rede Globo. Tratou a imprensa inteira da mesma forma: indiscriminavelmente mal”, alfinetou o comentarista. Também não sobraram críticas a Ricardo Teixeira, desde a política na seleção brasileira quanto ao envolvimento dele no comando da Copa do Mundo de 2014.

"A Argentina é o país do futebol" – Juca aproveitou a estadia em Foz do Iguaçu para conhecer as Cataratas do Iguaçu pela manhã, e prometeu que trará parentes para ver a beleza. “Vou trazer as minhas netas pra conhecer as Cataratas. Não deixarei que cometam o mesmo erro que eu, que só aos 60 anos de idade passei a manhã maravilhosa que passei no Parque Nacional”, disse o jornalista, aplaudido pelo público que lotou o salão de eventos do hotel.

Juca também aproveitou o fator local para uma constatação, a de que a fama que o Brasil leva de “país do futebol" é equivocada. “Toda e qualquer pesquisa que se faz de tamanho de torcida no Brasil, aquelas que revelam Flamengo em primeiro e Corinthians em segundo, ocultam um dado essencial. O primeiro contingente dos entrevistados, 30%, é o de gente que diz que não se interessa por futebol! Enquanto que na Argentina, dá Boca 53%, River em segundo e somente 12% que não se interessam”, compara o jornalista.

A palestra terminou com mais apontamentos sobre políticas equivocadas para a Copa no Brasil e perguntas dos presentes sobre temas livres, que acabaram sendo recorrentes sobre a vontade do jornalista em continuar criticando as mesmas coisas em um país “em que pouca coisa muda”, segundo os inquisidores. “O Brasil hoje é muito melhor que há 20 anos atrás”, disse o jornalista. Juca alegou que a mídia e a sociedade tem poder de mudança e que continua acreditando no que faz e vendo resultados concretos, mesmo que tímidos.

Recomendado para você

Anúncio

Rodízio de massas - Noite Italiana

Anúncio

Anúncio

Anúncio

Anúncio da revista D!VA

Categorias

Anúncio

City Tour Foz do Iguaçu

Assine

Logo do ClickFoz