contato@clickfozdoiguacu.com.br

(45) 3521-4041

Rua Venanti Otremba, 772. Sala 1.

CEP 85852-020 - Foz do Iguaçu

Paraná - Brasil

© Copyright - 2017 Foznet Soluções Digitais - Todos os direitos reservados.

Anúncio

Foz do Iguaçu

Nova Cátedra da UNILA irá discutir temas afro-latino-americanos Inscrições estão abertas e podem ser feitas no site da universidade

Inscrições estão abertas e podem ser feitas no site da universidade


Por: Leca

Publicado em:

 
Transformar-se em um espaço permanente para a discussão e estudo sobre a presença africana na América Latina é o objetivo da "Cátedra Edison Carneiro – História afro-latino-americana". O evento será fundado em outubro pelo professor Luiz Felipe de Alencastro, com a conferência sobre “Fundamentos e contemporaneidade da história afro-latino-americana”. A programação inclui, também, duas mesas-redondas com professores da UNILA e convidados. As Cátedras são promovidas pelo Instituto Mercosul de Estudos Avançados (IMEA-UNILA).

Segundo o professor de História e coordenador da Cátedra, Rodrigo Bonciani, o objetivo é formar uma rede de pesquisadores e de difusão de temas afro-latino-americanos. “Hoje há uma demanda muito grande na área de educação sobre esses temas”, diz, explicando que os campos de pesquisa e de militância estão centrados na influência africana em cada um dos países (afro-brasileiro, afro-peruano), mas que ainda não existem estudos sobre essa influência conectada a diferentes países. “A conexão é uma questão relativamente recente e a Cátedra tenta integrar essas discussões.” Ainda de acordo com Bonciani, a Unesco e a Fundação Palmares são duas das poucas instituições que iniciaram reflexões sobre a relação África-América Latina.
 
 
 
Na UNILA, o Núcleo de Estudos Afro-Latino-Americanos (NEALA) vem desenvolvendo uma série de projetos que devem ser incorporados à Cátedra e pretende iniciar a troca de informações sobre o tema com outras universidades e parceiros.
 
Patrono e fundador
 
Como patrono da Cátedra, foi escolhido o etnólogo, folclorista e historiador, Edison Carneiro (1912-1972), um dos primeiros estudiosos a tratar de temas relacionados à influência africana na formação brasileira. “Ele é um intelectual negro e foi escolhido por ser um precursor desse campo de estudos e também pelo fato de a Cátedra ter uma abordagem ampla, reunindo história, cultura e outras referências”, diz Bonciani.
 
O fundador, Luiz Felipe de Alencastro, é referência em estudos da relação África–América Latina, principalmente da relação África-Brasil, seu campo de estudo mais forte. Alencastro é também autor de vários livros, entre eles “Trato dos Viventes”, onde discute a formação do Brasil em uma relação de complementaridade com a África. Ele é professor emérito da Universidade de Paris-Sorbonne (França) e professor titular da Escola de Economia da Fundação Getúlio Vargas.
 
Programação
 
A conferência de abertura da Cátedra será realizada no dia 16 de outubro, às 19h, na Câmara de Vereadores. No dia 17 de outubro, também na Câmara, serão realizadas duas mesas-redondas. A primeira, às 10h, com alguns professores da UNILA, Rodrigo Bonciani, Andréia Moassab e Mamadou Diallo; e a segunda, às 14h, com os professores Gustau Nerín e Angela Souza, ambos da UNILA, e Vanicléia Santos, professora da Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG).
 
As inscrições podem ser feitas pelo site da UNILA e os participantes irão receber certificados. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail catedraecarneiro@unila.edu.br.

Recomendado para você

Anúncio

Anúncio da revista D!VA

Anúncio

Anúncio

City Tour Foz do Iguaçu

Anúncio

Categorias

Assine

Logo do ClickFoz