contato@clickfozdoiguacu.com.br

(45) 3521-4041

Rua Venanti Otremba, 772. Sala 1.

CEP 85852-020 - Foz do Iguaçu

Paraná - Brasil

© Copyright - 2017 Foznet Soluções Digitais - Todos os direitos reservados.

Anúncio

Foz do Iguaçu

Paraná pretende imunizar mais de 600 mil contra a polio Meta do estado será atingir 95% do público alvo em campanha nacional de vacinação

Meta do estado será atingir 95% do público alvo em campanha nacional de vacinação


Por: Leca

Publicado em:

 
O Paraná estabeleceu como meta vacinação de 95% do público alvo campanha nacional de vacinação contra a poliomielite (paralisia infantil), o que equivale a 666.153 crianças de seis meses a menos de 5 anos, conforme levantamento da Secretaria de Estado da Saúde. A campanha segue até dia 21. Todas as unidades de saúde do Paraná disponibilizarão a vacina das 8h às 17 horas. A vacina contra a pólio é segura e é a única maneira de proteger as crianças contra a doença.
 
Foto: AEN
Lançamento da campanha de vacinação contra a pólio, em Guarapuava, na região central do estado, onde serão vacinadas mais de 30 mil crianças.

 

O secretário da Saúde em exercício René Santos lançou a campanha sábado (8), em Guarapuava, na região central do estado, onde serão vacinadas mais de 30 mil crianças. Ele informou que o Paraná tem por costume superar as metas de vacinação contra a pólio. “Contamos com a colaboração de todos para que, neste ano, todas as crianças com mais de seis meses e menores de 5 anos sejam imunizadas. A pólio é uma doença grave e graças às campanhas de vacinação está erradicada no Paraná e no Brasil”, enfatizou. 
 
MUDANÇA – Desde o ano passado, o Brasil passou a realizar somente uma etapa exclusiva da Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite, no mês de junho. No ano passado, crianças com menos de 5 anos participaram da campanha.
 
Neste ano, o público alvo é a partir dos 6 meses, com a vacina oral (VOP), as chamadas gotinhas. Isso porque as crianças menores de 6 meses são vacinadas com a dose injetável (VIP) nos postos de vacinação. É importante reforçar que os pais não esqueçam de levar a caderneta de vacinação dos filhos para que o profissional de saúde possa avaliar a situação vacinal da criança.
 
No caso de crianças com doenças graves, recomenda-se que os pais consultem profissionais nos postos e centros de saúde para ser avaliado se devem ou não tomar a vacina. Crianças com febre acima de 38ºC, ou com alguma infecção, também devem ser avaliadas por um médico.

Recomendado para você

Anúncio

Anúncio da revista D!VA

Anúncio

Anúncio

City Tour Foz do Iguaçu

Anúncio

Categorias

Assine

Logo do ClickFoz