contato@clickfozdoiguacu.com.br

(45) 3521-4041

Rua Venanti Otremba, 772. Sala 1.

CEP 85852-020 - Foz do Iguaçu

Paraná - Brasil

© Copyright - 2017 Foznet Soluções Digitais - Todos os direitos reservados.

Anúncio

Foz do Iguaçu

Parque das Aves tem postura de ovos de mutum-de-alagoas Espécie extinta na natureza realizou o feito pela primeira vez em um zoológico

Espécie extinta na natureza realizou o feito pela primeira vez em um zoológico


Por: Lauane de Melo

Publicado em:

Esta semana, o Parque das Aves de Foz do Iguaçu, recebeu duas notícias maravilhosas. O Mutum-de-alagoas, espécie extinta na natureza, fez duas posturas de ovos no local. Esta é a primeira vez que a ave realiza o feito em um zoológico no mundo. 
 

Foto: Parque das Aves
Este é o de Mutum-de-Alagoas o ovo da última quarta-feira, 26

A primeira postura foi registrada na última quarta-feira, 26, e a segunda, nesta sexta-feira, 28. Atualmente, o Parque abriga 10 casais de aves desta espécie, que chegaram ao local em junho deste ano. Os mutuns estão alojados em um centro de reprodução construído especialmente para abrigá-los, fora da área de visitação. O Parque das Aves é o primeiro zoológico do planeta a manter a espécie.

"Ainda não sabemos se os ovos estão fecundados, apenas após cerca de seis dias será possível avaliar isto através de uma ovoscopia. Ainda que sejam ovos não fecundados, o Parque das Aves está muito satisfeito com o resultado, pois isto indica que as aves estão perfeitamente adaptadas ao novo local, que o casal é compatível e que todos os cuidados com as aves estão corretos", explicou a doutora Yara Barros.

O programa de reprodução de mutum-de-alagoas tem como objetivo restabelecer uma população em vida livre. A ave é uma espécie característica da Mata Atlântica nordestina e os três últimos exemplares selvagens foram resgatados antes da mata ser derrubada. A devastação do meio ambiente, juntamente com a caça, permitiram que esta espécie chegasse a este ponto.

Hoje, a esperança de sobrevivência dos mutuns depende de um esforço multidisciplinar que envolve o programa de reprodução em cativeiro, a urgente proteção e recuperação de áreas de Mata Atlântica no Nordeste e a conscientização das populações nos locais onde ela será reintroduzida. 

Por questões de biosegurança, estão sendo estabelecidos novos Centros de Reprodução. É preciso aumentar o tamanho da população em cativeiro para que possa ter início o programa de reintrodução da espécie em sua área original de ocorrência. Ao todo, são apenas 230 aves em todo o país. O Parque das Aves espera conseguir sucesso na reprodução desta espécie para que ela possa voltar a existir na natureza.

 

Recomendado para você

Anúncio

Rodízio de massas - Noite Italiana

Anúncio

Anúncio

Anúncio

Anúncio da revista D!VA

Categorias

Anúncio

City Tour Foz do Iguaçu

Assine

Logo do ClickFoz