contato@clickfozdoiguacu.com.br

(45) 3521-4041

Rua Venanti Otremba, 772. Sala 1.

CEP 85852-020 - Foz do Iguaçu

Paraná - Brasil

© Copyright - 2017 Foznet Soluções Digitais - Todos os direitos reservados.

Anúncio

Foz do Iguaçu

População debate sistema de transporte coletivo de Foz do Iguaçu A audiência pública de ontem (23) lotou o Plenário da Câmara de Vereadores

A audiência pública de ontem (23) lotou o Plenário da Câmara de Vereadores


Por: Leca

Publicado em:

Passe livre; acessibilidade urbana; diminuição do tamanho e da frota de veículos; retirada das linhas sobrepostas; exercício da dupla função pelo motorista e expressivo valor da tarifa de ônibus. Esse foi o foco do debate da audiência pública sobre o transporte coletivo urbano, realizado na noite da última terça-feira (23), na Câmara Municipal, proposta pelo Vereador Rudinei de Moura (PSD).

Com os ânimos exaltados, os usuários do sistema questionaram, de maneira enfática e veemente, os inúmeros aspectos deficitários que afetam diariamente quem utiliza o serviço público na cidade. Estudantes, professores, representantes de entidades sindicais, diversos setores da sociedade civil organizada e 13 Vereadores marcaram presença e lotaram o Plenário da Casa.

Uma participação ativa, espelho das manifestações que ocorrem desde junho deste ano no país, orquestradas por uma população cansada da ineficácia da prestação dos serviços públicos básicos, em detrimento da alta carga tributária cobrada do povo. “O debate é uma oportunidade para tentarmos mudar o sistema. Não ter mobilidade urbana adequada é privação de direitos”, enfatizou Luiz Fernando Kuhl Matias – Sindicato dos técnicos administrativos da Unila. “Só estamos cobrando dignidade. É um absurdo não termos transporte, saúde e educação de qualidade”, destacou Maria Elza Mendes, moradora do Bairro Cidade Nova. José Felinto, da Federação dos Usuários de Transportes do Paraná – FUSPAR, afirmou que acredita ser possível baixar pelo menos 18% do valor da tarifa. “Somos assaltados a cada instante, o lucro também precisa ser convertido em benefícios para população”.

O Assessor Especial de Governo – Carlos Juliano Budel afirmou que o Executivo já fez a notificação das empresas com relação ao tamanho dos veículos e diminuição da frota. O representante do Consórcio Sorriso – Juliano Ribeiro, por sua vez, falou da importância de ouvir a população e salientou o fato de que a concessionária trabalha no intuito de melhorar o serviço.

Alguns parlamentares também se posicionaram frente ao tema. “Temos a consciência do funcionamento do transporte em Foz do Iguaçu e por isso sempre fui contra a catraca eletrônica e o exercício da dupla função por parte do motorista”, ressaltou o Presidente do Legislativo – Zé Carlos (PMN). “O transporte é um problema em várias cidades do país, estamos aqui para ouvir a população e tentar buscar soluções viáveis e dignas aos usuários, destacou a Vereadora Anice (PT). “Um problema antigo aqui na cidade é a falta de corpo técnico qualificado na Prefeitura para analisar as planilhas de custos que integram o contrato de concessão”, enfatizou o Vereador Nilton Bobato (PC do B).

O proponente da discussão, Vereador Rudinei de Moura (PSD) deixou a audiência em aberto e as informações colhidas vão auxiliar o trabalho da Comissão de Inquérito, presidida pelo mesmo parlamentar, que apura possíveis irregularidades no contrato de concessão do serviço de transporte coletivo, celebrado entre o Município e o Consórcio Sorriso.

Recomendado para você

Anúncio

Rodízio de massas - Noite Italiana

Anúncio

Anúncio

Assine

Categorias

Anúncio

City Tour Foz do Iguaçu

Anúncio

Anúncio da revista D!VA
Logo do ClickFoz