Empresas parceiras

Igushuttle - Destino Iguassu - Passaporte Iguassu - IguFoz - Loumar Turismo
Noite Italiana - Hotel Bella Italia - Águas do Iguaçu Hotel - Bogari Hotel - Iguassu City Tour

[email protected]

(45) 3521-4041

Rua Venanti Otremba, 772. Sala 1.

CEP 85852-020 - Foz do Iguaçu

Paraná - Brasil

© Copyright - 2018 Foznet Soluções Digitais - Todos os direitos reservados.

Anúncio

Foz do Iguaçu

Prefeitura anuncia medidas emergenciais para combater alagamentos em Foz Defesa Civil mapeou 35 pontos que já estão recebendo atenção especial

Defesa Civil mapeou 35 pontos que já estão recebendo atenção especial


Por: Assessoria

Publicado em:

Foto: Gilberto Xavier

A Prefeitura de Foz do Iguaçu anunciou um pacote de medidas para combater alagamentos e amenizar os estragos causados pelas fortes chuvas, como as que atingiram a cidade nesta segunda, 19, e terça-feira, 20. As ações foram definidas em reunião com o vice-prefeito, Nilton Bobato, membros da Defesa Civil e das secretarias de Segurança, Obras, Planejamento, Meio Ambiente e Agricultura nesta terça-feira. 

Na ocasião, o vice-prefeito Nilton Bobato esclareceu que a situação dos alagamentos perdura há mais de trinta anos por uma série de irregularidades cometidas pelas gestões anteriores, como a liberação de loteamentos sem rede de drenagem e esgoto, ou em cima de áreas de nascentes de rios. A falta de educação e de cuidado com o lixo por parte dos moradores é outro grande problema no sistema de drenagem. Obstruídos por diversos resíduos, os bueiros e as bocas de lobo não conseguem escoar a água da chuva, que acaba transbordando e causando prejuízos a população. 

“Temos casos de bocas de lobo tapadas porque jogaram pneus dentro. Nas recentes limpezas as equipes também encontraram cobertores, pedaços de sofás, colchões e todo tipo de lixo, como garrafas pets e sacolas plásticas. A população precisa ter consciência e ajudar com a questão do lixo para que muitos alagamentos sejam evitados”, disse o vice prefeito, Nilton Bobato. 

Ações

A ampliação do serviço de limpeza dos bueiros foi uma das ações definidas durante a reunião. “Já temos as equipes do município e estamos licitando para contratação de uma nova empresa, para que possamos ter um serviço permanente, reduzindo bastante à situação dos alagamentos”, afirmou. Ainda esta semana o governo municipal também fará uma reunião com a Sanepar para cobrar melhorias imediatas em galerias fluviais. “A Sanepar instalou canos de esgoto que atravessam algumas galerias e interrompem o fluxo de água, e isso precisa ser revisto imediatamente”, declarou Bobato. 

De imediato, a Defesa Civil e a Guarda Municipal também trabalham na atenção dos pontos de alagamento, com apoio as famílias que tiveram casas atingidas. Os principais pontos de alagamento são o Jardim São Luiz, Morenitas, Arroio Ouro Verde, Jardim Canadá, Jardim Evangélico e região Central. 

Capitão do Corpo de Bombeiros e membro da Defesa Civil, Eduardo de Castro explicou que a chuva de segunda-feira foi atípica e estava fora do previsto para o mês de março. “Para se ter uma ideia, uma chuva considerada forte para a região chega a 20 milímetros e já provoca enxurrada. Ontem choveu 54 milímetros em 40 minutos, uma chuva considerada estrema e que exige cuidados da população”, enfatizou. 

O pacote de medidas anunciado pelo governo inclui também a implantação do Plano Municipal de Saneamento Básico, que está sendo desenvolvido em parceria com o Parque Tecnológico de Itaipu (PTI), e obras de drenagem e pavimentação em diversas regiões na cidade. No Jardim São Luiz, por exemplo, as obras já foram licitadas e começam na semana que vem. 

De acordo com o Simepar, a previsão é de chuva até domingo, com pancadas isoladas a partir da tarde. O telefone de plantão da Defesa Civil é o 199.  

Recomendado para você

Anúncio

Anúncio

Anúncio

Anúncio

Anúncio

Anúncio

Categorias

Anúncio

Logo do ClickFoz