Empresas parceiras

Igushuttle - Destino Iguassu - Passaporte Iguassu - IguFoz - Loumar Turismo
Noite Italiana - Hotel Bella Italia - Águas do Iguaçu Hotel - Bogari Hotel - Iguassu City Tour

contato@clickfozdoiguacu.com.br

(45) 3521-4041

Rua Venanti Otremba, 772. Sala 1.

CEP 85852-020 - Foz do Iguaçu

Paraná - Brasil

© Copyright - 2017 Foznet Soluções Digitais - Todos os direitos reservados.

Anúncio

Foz do Iguaçu

Produção acumulada de Itaipu daria para abastecer o mundo por 37 dias Usina Hidrelétrica lidera o ranking entre as geradoras

Usina Hidrelétrica lidera o ranking entre as geradoras


Por: Lauane de Melo

Publicado em:

A Itaipu Binacional chega ao final do ano com uma produção acumulada de 2,2 bilhões de megawatts-hora (MWh). Se a energia produzida por Itaipu pudesse ser armazenada, desde 1984, quando começou a operar, até hoje, esse volume seria suficiente para atender o consumo de energia elétrica de todo o planeta durante 37 dias.
 

Foto: Arquivo
Se toda esta energia abastecesse apenas a China, por exemplo, a energia de Itaipu duraria cinco meses

Nenhuma outra usina produziu tanto. No ranking das 12 maiores geradoras do mundo, Itaipu apareceu em primeiro lugar em produção acumulada. A lista leva em consideração empreendimentos que começaram a operar até mesmo antes da brasileiro-paraguaia.

Com essa produção acumulada de Itaipu, de 2,2 bilhões de MWh, seria possível abastecer a China, maior mercado consumidor de eletricidade do mundo, por cinco meses e nove dias; os Estados Unidos, por seis meses e 12 dias. O mercado brasileiro, por sua vez, teria energia por quatro anos e nove meses e 16 dias, enquanto seu parceiro no empreendimento, o Paraguai. seria atendido por 181 anos, três meses e 18 dias.

Em 2014, a Itaipu comemorou dois marcos importantes: os 40 anos de criação da entidade, em 17 de maio de 1974, e os 30 anos de geração, em 5 de maio de 1984. Efetivamente, a usina começou a gerar energia nove anos depois do início de suas obras.

Apesar de gerar menos do que em 2013, Itaipu atingiu em 2014 o melhor índice de eficiência operacional dos 30 anos, com 99,3%. Na prática, isso significa que a operação da usina, que tem o objetivo de maximizar a utilização da água (energia disponível), atendendo as demandas dos sistemas elétricos brasileiro e paraguaio, teve quase zero de perdas. Ou seja, da água que poderia ser turbinada, quase nada foi vertido em 2014. Tudo o que chegou de água turbinável foi usado na produção de energia.
 

 

Recomendado para você

Anúncio

Anúncio da revista D!VA

Anúncio

Anúncio

City Tour Foz do Iguaçu

Anúncio

Categorias

Assine

Logo do ClickFoz