contato@clickfozdoiguacu.com.br

(45) 3521-4041

Rua Venanti Otremba, 772. Sala 1.

CEP 85852-020 - Foz do Iguaçu

Paraná - Brasil

© Copyright - 2017 Foznet Soluções Digitais - Todos os direitos reservados.

Anúncio

Foz do Iguaçu

Rádio Cultura denuncia grupo criado no WhatsApp para burlar fiscalização Iguaçuenses se organizaram através de página em rede social para fugir das blitze

Iguaçuenses se organizaram através de página em rede social para fugir das blitze


Por: Lauane de Melo

Publicado em:

Uma reportagem postada no site da Rádio Cultura de Foz do Iguaçu é um alerta aos internautas iguaçuenses. Alguns usuários do Facebook através de uma comunidade de compra e venda, organizaram um grupo no aplicativo de mensagens para celular WhatsApp, para tentar burlar blitze realizadas pela Polícia Militar. A intenção é avisar aos motoristas cadastrados sobre fiscalizações de trânsito, como a Lei Seca. Na rede social, o organizador pede o número do celular dos internautas, que serão adicionados ao aplicativo.

Foto: Rádio Cultura
Os interessados em participar do grupo no WhatsApp deixaram os números dos celulares em uma página no Facebook 

Para o comandante do Pelotão de Trânsito do 14° Batalhão da Polícia Militar, tenente Edson Dal Pozzo, as pessoas de bem não deveriam utilizar este recurso. O comandante informou ainda, que a polícia já está acompanhando esse tipo de ferramenta da internet com intuito de coibir a prática. “Já estamos realizando ações para que esse tipo de artifício não prejudique as fiscalizações. Conforme vai evoluindo o modo operante das organizações criminosas, a polícia também vai se adaptando”, disse.

Dal Pozzo ressaltou que a prática não tem prejudicado o trabalho de fiscalização de trânsito da polícia, uma vez que as apreensões continuam sendo realizadas e o depósito de veículos continua cheio. “Temos recordes no número de autuações e crimes de trânsito, como recuperação de veículos”, afirmou.

O policial explica ainda, que as pessoas utilizam esses grupos para saber onde acontecem as blitze e fugir da fiscalização, mas, que esse mesmo grupo pode ajudar criminosos a se manterem informados da localização dos policiais. “O marginal que talvez esteja levando o seu veículo para o Paraguai ou desmanche, está se servindo muito mais desse tipo de ferramenta. Essas pessoas estão prestando um favor à criminalidade”.

Recomendado para você

Anúncio

Rodízio de massas - Noite Italiana

Anúncio

Anúncio

Anúncio

Anúncio da revista D!VA

Categorias

Anúncio

City Tour Foz do Iguaçu

Assine

Logo do ClickFoz