contato@clickfozdoiguacu.com.br

(45) 3521-4041

Rua Venanti Otremba, 772. Sala 1.

CEP 85852-020 - Foz do Iguaçu

Paraná - Brasil

© Copyright - 2016 Foznet Soluções Digitais - Todos os direitos reservados.

Anúncio

Turismo em Foz do Iguaçu

Região de Foz deve receber R$ 137 milhões de investimentos no Turismo Proposta foi apresentada pelo presidente da Comissão de Turismo da Assembleia, deputado Chico Brasileiro (PSD)

Proposta foi apresentada pelo presidente da Comissão de Turismo da Assembleia, deputado Chico Brasileiro (PSD)


Por: Assessoria

Publicado em:

cataratas-turistas
A Comissão de Turismo da Assembleia Legislativa vai incentivar a atualização dos três planos regionais de desenvolvimento do turismo no Paraná que poderão atrair investimentos de US$ 100 milhões. Uma das ações será apresentar emenda ao Orçamento de 2017 assegurando recursos para a revisão no próximo ano dos Planos de Desenvolvimento Integrado do Turismo Sustentável (PDTIS), elaborados em 2012.

A proposta foi apresentada pelo presidente da Comissão de Turismo da Assembleia, deputado Chico Brasileiro (PSD), durante audiência pública sobre “O PDTIS como indutor do turismo no Paraná”, realizada nesta quarta-feira, 16, com as presenças do diretor do Departamento de Ordenamento do Turismo, Rogério Cóser, e o coordenador-geral de Planejamento Territorial do Turismo, Eduardo Madeira, ambos do Ministério do Turismo.

A elaboração dos PDTIS é pré-requisito para habilitação de estados, capitais e municípios com mais de 1 milhão de habitantes ao Programa Nacional de Desenvolvimento do Turismo (Prodetur), que conta com recursos dos Bancos de Desenvolvimento Interamericano (BID) e da América Latina (CAF). As duas instituições possuem orçamento de US$ 1 bilhão para investir no turismo brasileiro.

“O PDTIS é a porta de entrada para esses recursos internacionais que já foram utilizados por metade dos estados brasileiros, em especial, os do Nordeste que têm ganhado mercado e ampliado a visitação de estrangeiros nos últimos anos”, explicou Rogério Cóser. Segundo ele, o impacto direto do turismo no PIB brasileiro é de 3,8%.

“O PDTIS é o trabalho de planejamento em que são identificados os gargalos de cada região para a construção de um produto turístico de qualidade, integrado e sustentável, privilegiando o bem-estar social e a geração de empregos e renda”, explicou Cóser. De acordo com Eduardo Madeira, como o Paraná já possui três PDTIS prontos, bastará uma atualização para que seja reiniciado o processo para a obtenção do financiamento.

Os três PDTIS do Paraná, elaborados em 2012, são relativos às macrorregiões de Campos Gerais/Curitiba, Litoral do Paraná e Foz do Iguaçu, em que estavam previstos investimentos de US$ 100 milhões. “Na época, porém, o financiamento externo não pode ser efetivado”, lembrou Madeira. De todo modo, ele acredita na possibilidade de alavancar o empréstimo com a atualização dos PDTIS.

Além dos três planos regionais, o Ministério e a prefeitura de Curitiba elaboraram em 2014 um PDTIS exclusivo para a capital. Madeira, porém, destacou que o Ministério do Turismo não terá condições de financiar a atualização dos três PDTIS regionais. “Governos e prefeituras interessadas devem bancar essa revisão para podermos retomar os processos de habilitação aos recursos internacionais”, disse.

Diante dessa situação, o deputado Chico Brasileiro propôs a inclusão de emenda ao Orçamento do Estado para 2017, que se encontra em tramitação na Assembleia, para assegurar os recursos para a revisão dos PDTIS ainda no próximo ano. “Governo, deputados e sociedade organizada precisam definir o turismo como prioridade para o Paraná, ao lado do agronegócio e da indústria”, afirmou o parlamentar.

Ele lembrou que países em profunda crise econômica, como Portugal, Grécia e Espanha, estão “conseguindo se reerguer por meio do turismo, que movimenta bilhões em todo o mundo”. Presentes na reunião, os deputados Anibelli Neto (PMDB), Maria Vitória (PP) e Nelson Luersen (PDT) concordaram em assinar a emenda ao Orçamento. Participaram ainda da audiência pública representantes da Paraná Turismo, da Fecomércio e do Complexo Turístico Itaipu.

PDTIS PARANÁ 2012

CAMPOS GERAIS/CURITIBA (R$ 259 milhões) – Araucária, Campo Largo, Curitiba, Lapa, Pinhais, Quatro Barras, São José dos Pinhais, Carambeí, Castro, Piraí do Sul, Ponta Grossa, Telêmaco Borba e Tibagi.

FOZ DO IGUAÇU (R$ 137 milhões) – Foz do Iguaçu, Santa Terezinha do Itaipu, São Miguel do Iguaçu, Itaipulândia, Santa Helena, Entre Rios do Oeste, Pato Bragado, Marechal Cândido Rondon, Guaíra, Medianeira, Mercedes e Missal.

LITORAL DO PARANÁ (R$ 284 milhões) – Antonina, Guaraqueçaba, Guaratuba, Matinhos, Morretes, Paranaguá e Pontal do Paraná.

Recomendado para você

Anúncio

Anúncio

Anúncio

City Tour Foz do Iguaçu

Anúncio

Parceria

Categorias

Anúncio

Rodízio de massas - Noite Italiana
Logo do ClickFoz