contato@clickfozdoiguacu.com.br

(45) 3521-4041

Rua Venanti Otremba, 772. Sala 1.

CEP 85852-020 - Foz do Iguaçu

Paraná - Brasil

© Copyright - 2017 Foznet Soluções Digitais - Todos os direitos reservados.

Anúncio

Foz do Iguaçu

Região oeste tem menor índice de acidentes dos últimos quatro anos Só em Foz do Iguaçu, número diminuiu 43% em relação ao ano passado

Só em Foz do Iguaçu, número diminuiu 43% em relação ao ano passado


Por: Leca

Publicado em:

 

A Polícia Rodiviária Federal divulgou nesta segunda-feira, 12, o balanço de acidentes nas estradas federais entre Foz do Iguaçu e Santa Tereza do Oeste em 2014. Só no trecho de Foz, o número caiu de 555 (2013) para 467.
 
No caso de Foz do Iguaçu, mesmo com o acúmulo de tráfego no trevo do Km 726, próximo ao CTG Charrua, por causa das obras de construção da trincheira, houve diminuição de 16% nos sinistros. As equipes PRF realizam cotidianamente o serviço de controle de fluxo na região dos trevos do CTG Charrua e da Av. Costa e Silva, principalmente nos horários de maior movimento (08 horas; 12 horas e 18 horas), desacelerando por determinados instantes o fluxo na rodovia para que os veículos que esperam nos trevos consigam seguir. Esse serviço resulta tanto numa maior segurança para o trânsito quanto numa diminuição do tempo de espera para quem utiliza os trevos.

 
A PRF lista os principais motivos para esta redução:
 
1. O fortalecimento das campanhas e informativos sobre trânsito, seja por parte de órgãos públicos seja por parte do setor privado. Nesse sentido, a PRF realizou diversas palestras educativas sobre o trânsito, as quais sensibilizaram mais de 3.000 pessoas, tanto crianças como adultos, na região;
 
2. A maior extensão de pista duplicada, visto que a duplicação praticamente impossibilita acidentes do tipo colisão frontal;
 
3. A intensa utilização dos novos equipamentos de radar recebidos pela Delegacia PRF no final de 2013. As operações de radar ocorrem sempre de forma ostensiva e priorizam a visibilidade da presença policial por parte dos motoristas. Isso evita o excesso de velocidade e, por consequência, reduz a possibilidade de sinistros. Por terem sido utilizados tanto no período diurno quanto no noturno, os novos equipamentos registraram quase 9.000 veículos transitando em velocidade excessiva, um aumento de aproximadamente 70% na comparação com o ano de 2013, em que cerca de 5.200 motoristas foram autuados.
 
Em geral, o número de vítimas fatais nas estradas também diminuiu. A cidade com aumento em mortes da estrada foi Matelândia, que saltou de quatro para nove óbitos. Veja os números de cada cidade:
 
Foz do Iguaçu
2011: 597 acidentes; 79 feridos; 13 mortos
2012: 511 acidentes; 85 feridos; 13 mortos
2013: 555 acidentes; 104 feridos; 10 mortos
2014: 467 acidente; 55 feridos; 11 mortos

Santa Terezinha de Itaipu
2011: 114 acidentes; 12 feridos; 3 mortos
2012: 113 acidentes; 15 feridos; 5 mortos
2013: 78 acidentes; 12 feridos; 4 mortos
2014: 86 acidentes; 23 feridos; 3 mortos

São Miguel do Iguaçu
2011: 136 acidentes; 29 feridos; 10 mortos
2012: 139 acidentes; 29 feridos; 8 mortos
2013: 132 acidentes; 29 feridos; 10 mortos
2014: 129 acidentes; 24 feridos; 7 mortos

Medianeira
2011: 227 acidentes; 59 feridos; 9 mortos
2012: 255 acidentes; 40 feridos; 6 mortos
2013: 161 acidentes; 17 feridos; 6 mortos
2014: 109 acidentes; 31 feridos; 7 mortos

Matelândia
2011: 181 acidentes; 30 feridos; 12 mortos
2012: 170 acidentes; 34 feridos; 9 mortos
2013: 155 acidentes; 18 feridos; 4 mortos
2014: 146 acidentes; 22 feridos; 9 mortos

Céu Azul
2011: 140 acidentes; 25 feridos; 11 mortos
2012: 126 acidentes; 28 feridos; 11 mortos
2013: 130 acidentes; 17 feridos; 8 mortos
2014: 109 acidentes; 31 feridos; 9 mortos

Santa Tereza do Oeste
2011: 52 acidentes; 16 feridos; 5 mortos
2012: 41 acidentes; 11 feridos; 1 morto
2013: 36 acidentes; 12 feridos; 2 mortos
2014: 36 acidentes; 10 feridos; 3 mortos

 

Recomendado para você

Anúncio

Anúncio da revista D!VA

Anúncio

Anúncio

City Tour Foz do Iguaçu

Anúncio

Categorias

Assine

Logo do ClickFoz