Empresas parceiras

Igushuttle - Destino Iguassu - Passaporte Iguassu - IguFoz - Loumar Turismo
Noite Italiana - Hotel Bella Italia - Águas do Iguaçu Hotel - Bogari Hotel - Iguassu City Tour

contato@clickfozdoiguacu.com.br

(45) 3521-4041

Rua Venanti Otremba, 772. Sala 1.

CEP 85852-020 - Foz do Iguaçu

Paraná - Brasil

© Copyright - 2017 Foznet Soluções Digitais - Todos os direitos reservados.

Anúncio

Foz do Iguaçu

Richa lança programa para ampliar serviços de urgência e emergência Medida vai reforçar o sistema de atendimento em todas as regiões paranaenses

Medida vai reforçar o sistema de atendimento em todas as regiões paranaenses


Por: Leca

Publicado em:

O governador Beto Richa lançou nesta terça-feira (02/04) a Rede Paraná Urgência. A medida vai reforçar o sistema de atendimento aos casos de emergência em todas as regiões paranaenses. O Governo do Estado vai investir R$ 211 milhões para garantir assistência qualificada e resolutiva em situações de urgência.

Foto: Orlando Kissner/ANPr
O governador Beto Richa e o secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto, lançam a Rede Paraná Urgência,

“Uma ação que melhora a saúde dos paranaenses com um atendimento de mais qualidade, ágil e mais humano. Vamos atuar diretamente nas cidades, investindo em transporte e assistência hospitalar”, disse Richa ao apresentar a ações do programa no Encontro Paranaense de Gestores Municipais de Saúde, que reúne 2.000 participantes em Curitiba.

Entre as medidas do programa estão a estruturação do Complexo Regulador do Paraná; ampliação e qualificação dos sistemas de atendimento pré-hospitalar (Samu, Siate e transporte aeromédico); investimentos na melhoria dos prontos socorros e hospitais de referência; e capacitação permanente de profissionais.

“O objetivo é reduzir o tempo de resposta nos serviços de urgência e emergência, o que diminui os índices de mortalidade e os riscos de sequelas”, explicou o governador, que entregou 17 novas ambulâncias para o Serviço Integrado de Atendimento ao Trauma em Emergência (Siate), do Corpo de Bombeiros.

Richa destacou os avanços na área da saúde nos últimos dois anos, como a redução dos índices de mortalidade materno-infantil e o aumento no número de transplantes realizados no Paraná. “Temos excelentes programas, que têm trazido avanços inquestionáveis à população do Paraná”, disse.

O governador lembrou ainda que, pela primeira vez, o Estado cumpre a Emenda Constitucional 29 e aplica 12% das receitas em saúde. “São mais R$ 1,5 bilhão em quatro anos para reforçar a saúde. Um governo responsável primeiramente deve cumprir a Lei”, disse ele.

Richa relatou ainda que houve uma inversão na aplicação de recursos em saúde pública no Brasil. Ele explicou que há 10 anos o governo federal era responsável por 70% dos investimentos. “Hoje, 70% dos gastos são dos caixas dos estados e municípios, e apenas 30% da união. Cada vez mais o governo federal nos penaliza com aumento de obrigações e redução de receitas”, avaliou.

POLÍTICAS DE SAÚDE – O secretário estadual da Saúde, Michele Caputo Neto, afirmou que a Rede Paraná Urgência é parte de um conjunto de políticas do Governo do Estado para ampliar os serviços de saúde, dando assistência adequada às pessoas em situação de risco.

“Temos os recursos assegurados para colocar em prática essas ações da Rede de Urgência que irão transformar o Paraná em referência para o Brasil”, disse o secretário.

Caputo Neto afirmou que há dois anos o transporte de pacientes em situação de urgência e emergência estava comprometido. “Quando assumimos, não havia nenhum Samu regional funcionando. Hoje são sete. Esperamos implantar doze unidades até o final de 2013”, explicou Michele.

Para o Siate, o governo estadual adquiriu 60 novas ambulâncias para reforçar o atendimento às vítimas de trauma. Outra área que terá reforço é o de transporte aeromédico. Segundo o secretário, estão previstas ainda para esse ano mais um helicóptero e um avião com UTI móvel.

HOSPUS – Com a implantação da Rede Paraná Urgência o governo estadual iniciará a terceira etapa do programa HospSus, que investe na melhoria da estrutura física e de equipamentos de hospitais públicos e filantrópicos.

Nessa fase, serão atendidas unidades com até 50 leitos, que tem papel importante no atendimento de urgência de menor gravidade. A estimativa é que 120 hospitais estejam elegíveis para receber recursos do programa.

Em 2012, o programa permitiu a ampliação de 209 leitos gerais e 75 leitos de UTI nos hospitais atendidos. Na primeira etapa foram beneficiados os 51 maiores hospitais do Estado e na segunda cerca de 120 maternidades de risco habitual e intermediário.

Participaram do lançamento a secretária da Família e Desenvolvimento Social, Fernanda Richa; o secretário de Governo, Cezar Silvestri; e os deputados estaduais Elio Rusch, Doutor Batista, Adelino Ribeiro, Teruo Kato, Jonas Guimarães, Fernando Scanavaca, Wilson Quinteiro e Leonaldo Paranhos.

PLANO – Durante o encontro, o governador Beto Richa lançou o Plano Estadual de Saúde 2012/2015, documento que norteia as ações do Governo do Estado na área. Também foi distribuído o relatório da 10ª Conferência Estadual de Saúde.

O presidente do Conselho dos Secretários Municipais de Saúde do Paraná, Antônio Carlos Nardi, disse que o plano foi elaborado de forma democrática e dando a oportunidade de várias entidades contribuírem. “O Estado tem hoje um planejamento amplo e que atende todas as necessidades dos municípios. É preciso que as três esferas do governo mantenham diálogo para fortalecer o Sistema Único de Saúde”, afirmou.

Recomendado para você

Anúncio

Anúncio da revista D!VA

Anúncio

Anúncio

City Tour Foz do Iguaçu

Anúncio

Categorias

Assine

Logo do ClickFoz