contato@clickfozdoiguacu.com.br

(45) 3521-4041

Rua Venanti Otremba, 772. Sala 1.

CEP 85852-020 - Foz do Iguaçu

Paraná - Brasil

© Copyright - 2017 Foznet Soluções Digitais - Todos os direitos reservados.

Anúncio

Foz do Iguaçu

Saiba mais sobre os novos projetos para Foz do Iguaçu Duplicação da BR-469, revitalização do Marco das Três Fronteiras e Espaço das Américas, e Beira-Foz são debatidos no CODEFOZ

Duplicação da BR-469, revitalização do Marco das Três Fronteiras e Espaço das Américas, e Beira-Foz são debatidos no CODEFOZ


Por: Leca

Publicado em:

 
Três grandes projetos para a população iguaçuense foram apresentados na quarta-feira, 2. A duplicação da Rodovia das Cataratas, o Beira-Foz e a revitalização do Marco das Três Fronteiras e do Espaço das Américas centralizaram os debates na reunião do plenário do CODEFOZ (Conselho de Desenvolvimento Econômico e Social de Foz do Iguaçu).
 
Os projetos foram recebidos com entusiasmo por mais de 150 representantes da sociedade, que lotaram o auditório da Fundação Cultural. O encontro reuniu todos os representantes das 33 entidades e instituições da comunidade (iniciativa privada e poder público), que formam o colegiado, além de convidados.
 
Outro ponto de destaque foi o anúncio da assinatura do contrato para a construção da segunda ponte entre o Brasil e o Paraguai. A participação do CODEFOZ para concretizar o processo (do projeto à licitação e contrato) recebeu elogios do público. O contrato foi assinado pelo ministro dos Transportes, Paulo Sérgio Passos, nesta quinta-feira, 3.

Rodovia das Cataratas – O primeiro projeto exibido foi o da duplicação BR-469 – principal corredor turístico da cidade. Trata-se de um trecho de 8,8 quilômetros de extensão, do trevo de acesso à Argentina até o portão do Parque Nacional do Iguaçu, onde o tráfego estimado é de 12 mil veículos por dia.

Foto: Divulgação
Projeto de duplicação da Rodovia das Cataratas

 

A proposta atende aos pedidos do DNIT (Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes). Entre eles estão o encaixe das obras na faixa de domínio de 50 metros e de outras estruturas dentro do orçamento do órgão federal – incluindo pontes, viadutos, retornos, passarelas, marginais e rotatória. Os custos estimados iniciais giram em torno de R$ 85 milhões.

 
O presidente do Fundo Iguaçu e superintendente de Comunicação Social da Itaipu Binacional, Gilmar Piolla, relacionou outros fatores alinhados, como “a segurança dos pedestres e usuários da Rodovia das Cataratas, interseções e acessos, bem como a mobilidade sustentável, como a incorporação, por exemplo, de ciclovia e paisagismo”.
 
As próximas etapas preveem a realização de audiências públicas para validar o projeto e obter as licenças ambientais. É justamente essa amplitude do debate um diferencial em relação às propostas anteriores, apontou o presidente do CODEFOZ, Danilo Vendruscolo. “Esse alinhamento e união dá a força para a obra acontecer”, afirmou.
 
Beira-Foz – O segundo grande tema do plenário do CODEFOZ foi a apresentação final do masterplan do Beira-Foz. O trabalho foi exposto por Pablo Lazo, diretor-adjunto da Arup no Brasil (empresa de consultoria para fazer o planejamento de urbanismo e infraestrutura junto às margens dos Rios Paraná e Iguaçu).

Foto: Divulgação
A Beira-Rio será totalmente revitalizado de acordo com o projeto
Lazo iniciou a exposição destacando a visão para Foz em 2035: criação de um território trinacional com uma plataforma integrada para turismo e logística baseado em boas práticas, um conceito sustentável e um modelo de governança transparente. “A ação começa a partir de quatro eixos de desenvolvimento para a cidade: ambiental, conexão, econômico e social/turístico”, afirmou.
 
Dentro das estratégias-chave para o masterplan, ele relacionou a “diversificação de atividades econômicas; rede ambiental e ecológica; promover a inclusão social e o senso de comunidade; um novo grupo de projetos ‘de renome global’ em uma área compacta; e ações catalisadoras de mudança”.
 
Entre os próximos passos do masterplan estão a criação de uma organização para gerenciar o Beira-Foz. Caberia a ela, por exemplo, detalhar oportunidades de investimento do setor público e organizar sessões públicas para mostrar o projeto para a sociedade. “Temos que voltar a população novamente para os rios, mantendo as comunidades originais e reforçando o turismo na área central de Foz”, disse.
 
Marco das Três Fronteiras e Espaço das Américas – O secretário municipal de Turismo de Foz do Iguaçu, Jaime Nascimento, apresentou o projeto de concessão do Marco das Três Fronteiras e Espaço das Américas. Ele lembrou que as propostas começaram a ser analisadas e elaboradas no início de 2013 com o objetivo de transformar o lugar num complexo turístico.

Foto: Divulgação
Marco das Tês Fronteiras e Espaço das Américas vão virar novo atrativo de Foz do Iguaçu
A proposta da consultoria contratada prevê a construção de três árvores gigantes interligadas por passarelas (elas seriam de concreto e metal, revestidas por vegetação). A estrutura é inspirada no Gardens By the Bay, o Jardim Botânico de Cingapura. “Nesse processo também seria revitalizado o Marco das Três Fronteiras e Espaço das Américas”, informou Nascimento.
 
Uma das premissas da concessão é criar um parque para a comunidade, sem a cobrança de ingressos, mas apenas pelos serviços prestados. A minuta do edital foi repassada ao prefeito de Foz, Reni Pereira, que antecipou o interesse de duas empresas em administrar o futuro parque temático. “Estou ansioso para lançar o edital. Só preciso do embasamento jurídico do município para lançar a concorrência ainda neste ano”, afirmou.
 

Recomendado para você

Anúncio

Rodízio de massas - Noite Italiana

Anúncio

Anúncio

Anúncio

Anúncio da revista D!VA

Categorias

Anúncio

City Tour Foz do Iguaçu

Assine

Logo do ClickFoz