Empresas parceiras

Igushuttle - Destino Iguassu - Passaporte Iguassu - IguFoz - Loumar Turismo
Noite Italiana - Hotel Bella Italia - Águas do Iguaçu Hotel - Bogari Hotel - Iguassu City Tour

contato@clickfozdoiguacu.com.br

(45) 3521-4041

Rua Venanti Otremba, 772. Sala 1.

CEP 85852-020 - Foz do Iguaçu

Paraná - Brasil

© Copyright - 2017 Foznet Soluções Digitais - Todos os direitos reservados.

Anúncio

Foz do Iguaçu

Secretário de TI de Foz do Iguaçu é preso pelo Gaeco Prisão aconteceu na manhã desta terça-feira, 01º; Melquisedeque Corrêa Souza será exonerado do cargo

Prisão aconteceu na manhã desta terça-feira, 01º; Melquisedeque Corrêa Souza será exonerado do cargo


Por: Lauane de Melo

Publicado em:

O Gaeco, Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado, prendeu na manhã desta terça-feira, 01º, em Foz do Iguaçu, o secretário municipal de Tecnologia da Informação, Melquisedeque Corrêa Souza, além do empresário Silvio Nei da Silva, o ex-funcionário de um cartório Marco Antônio Goulart da Silva, e o funcionário Nadir Nunes da Silva. Segundo o delegado Marcos Araguari, uma quinta pessoa ainda poderá ser indiciada. 

As prisões fazem parte da Operação Lothur, que investiga supostas fraudes do recolhimento do Imposto Sobre Transmissão de Bens e Imóveis Intervivos (ITBI), nas secretarias da Fazenda e da Tecnologia de Informação, além de um cartório de registro de imóveis da cidade.

Segundo o promotor do Ministério Público, Fernando Cubas, 31 guias de recolhimento de 10 contribuintes foram fraudadas. O desvio pode chegar a um prejuízo de 178 mil reais aos cofres da prefeitura. “Não há dúvidas da participação direta do secretário”, disse Araguari em entrevista a Rádio Cultura.

Nota de Esclarecimento: A prefeitura de Foz do Iguaçu, através de sua página na internet, informou que o secretário será exonerado do cargo, leia na íntegra:

"A administração pública municipal de Foz do Iguaçu desde primeiro semestre de 2015 tem procurado a elucidação de um suposto esquema criminoso de fraude de sistema de tributos similar ao já verificado no ano de 2008.

No âmbito interno foram instaurados processos administrativos e requisitado investigações a Polícia Civil e Ministério Público, que estão atualmente em curso.


A operação articulada pelo Gaeco nesta manhã (01) é um desdobramento do processo de investigação que foi solicitado pela atual administração, podendo atingir servidores do município.


Em relação à prisão do secretário de Tecnologia e Informação, de acordo com o Prefeito Reni Pereira , Melquizedeque de Souza será exonerado do cargo para que não haja comprometimento das investigações e elucidação dos fatos. Já que a administração municipal de Foz do Iguaçu, é a maior interessada, não só no esclarecimento,  quanto na interrupção da prática criminosa, por isso procurou a polícia para fazer a denúncia e solicitar a investigação".

 

Recomendado para você

Anúncio

Anúncio da revista D!VA

Anúncio

Anúncio

City Tour Foz do Iguaçu

Anúncio

Categorias

Assine

Logo do ClickFoz