contato@clickfozdoiguacu.com.br

(45) 3521-4041

Rua Venanti Otremba, 772. Sala 1.

CEP 85852-020 - Foz do Iguaçu

Paraná - Brasil

© Copyright - 2017 Foznet Soluções Digitais - Todos os direitos reservados.

Anúncio

Foz do Iguaçu

Setor de tecnologia da informação deve fechar o ano com crescimento de 10%, segundo sindicato O setor de TI reivindica a reformulação da lei de informática, conhecida como lei do software

O setor de TI reivindica a reformulação da lei de informática, conhecida como lei do software


Por: Garon Piceli

Publicado em:

 

O ano de 2010 foi muito bom para o setor de tecnologia da informação e comunicação (TI) nacional, segundo o presidente do Sindicato das Empresas de Informática (Seprorj), Benito Paret. “A gente estima que o crescimento tenha sido em torno de 10% este ano. O ano foi realmente muito positivo para as empresas”.

Paret lembrou que o crescimento da área de TI tem sido sempre superior à evolução do Produto Interno Bruto (PIB), que é a soma dos bens e serviços produzidos no país. Como a expectativa este ano é de aumento do PIB acima de 7%, “10% de crescimento para o setor não é nada absurdo.”

O presidente do Seprorj acredita que o governo Dilma Rousseff será capaz de gerar uma nova política industrial, mais voltada ao desenvolvimento da indústria nacional inovadora. “A perspectiva para o próximo governo é a de criação de uma indústria nacional de peso. Esse é o nosso desejo.”

O setor de TI reivindica a reformulação da lei de informática, conhecida como lei do software, que dá incentivos fiscais para a indústria, suprimindo o pagamento do Imposto sobre Produto Industrializado (IPI), em troca de um investimento de 5% em pesquisa e desenvolvimento. Segundo Paret, na prática, a lei se refere mais a equipamentos do que a programas de computador.

“O software precisa ser mais beneficiado. E esses investimentos têm sido comprovados como intramuros, ou seja, as próprias empresas colocam o seu desenvolvimento em cima das suas necessidades, e não dos projetos estratégicos do país. Então, eu acho que a reformulação da lei de informática é algo fundamental”, afirmou Paret.

Outro pleito é a definição de uma política de formação de recursos humanos associada, eventualmente, a algum tipo de desoneração da folha de pagamento. Citou, como exemplo, a possibilidade de abatimento, na contribuição previdenciária, dos investimentos em formação e capacitação dos empregados das empresas.

Recomendado para você

Anúncio

Rodízio de massas - Noite Italiana

Anúncio

Anúncio

Assine

Categorias

Anúncio

City Tour Foz do Iguaçu

Anúncio

Anúncio da revista D!VA
Logo do ClickFoz