Empresas parceiras

Igushuttle - Destino Iguassu - Passaporte Iguassu - IguFoz - Loumar Turismo
Noite Italiana - Hotel Bella Italia - Águas do Iguaçu Hotel - Bogari Hotel - Iguassu City Tour

contato@clickfozdoiguacu.com.br

(45) 3521-4041

Rua Venanti Otremba, 772. Sala 1.

CEP 85852-020 - Foz do Iguaçu

Paraná - Brasil

© Copyright - 2017 Foznet Soluções Digitais - Todos os direitos reservados.

Anúncio

Foz do Iguaçu

Taxa de homicídios em Foz do Iguaçu é a menor dos últimos 23 anos Números foram apresentados à imprensa pelo delegado Alexandre Macorin

Números foram apresentados à imprensa pelo delegado Alexandre Macorin


Por: Lauane de Melo

Publicado em:

 

Na manhã desta terça-feira (6), o delegado-chefe da 6ª Subdivisão Policial de Foz do Iguaçu, Alexandre Macorin, convocou uma coletiva de imprensa para apresentar os resultados do trabalho da Polícia Civil em 2014.

Foto: Letícia Lichacovski/Clickfoz
Segundo o delegado Macorin, Foz do Iguaçu já teve 100 homicídios para cada 100 mil habitantes. Hoje, o número é de apenas 27 a cada 100 mil

Entre os quesitos em pauta, estavam às apreensões de drogas, prisões, recuperação de veículos e homicídios. O último item, aliás, fechou o ano com números impressionantes. Foram registrados 90 assassinatos em Foz do Iguaçu, o menor índice dos últimos 23 anos. De 1992 até o momento, o ano de 2006 foi o mais violento, com 316 execuções. “Em apenas dois anos, baixamos 50% o número de homicídios em Foz. Em 2014, atingimos também as metas estaduais em todos os setores da delegacia, inclusive, reduzimos em 43% o número de crimes contra a vida”, disse o delegado-chefe, Alexandre Macorin.

Para auxiliar nos números de 2015, em fevereiro, a 6ª SDP criará um cartório especializado em crimes de tentativa de homicídios. “Nós iremos remanejar um escrivão e mais policiais para investigar este tipo de crime. Temos certeza que isso auxiliará na continuidade da redução no número de homicídios, já que um está ligado ao outro”, explicou o delegado.

Para o chefe da delegacia, os bons resultados surtirão efeitos positivos em outros setores do município. “Ter o número de homicídios beirando os índices nacionais de segurança pública, atrairá mais investimentos ao turismo de Foz do Iguaçu. Afinal, sabemos que muitas pessoas deixaram de visitar a tríplice fronteira pelos altos índices de violência. Por isso, estes números irão refletir positivamente para a cidade toda”, concluiu Macorin.

 

Recomendado para você

Anúncio

Anúncio da revista D!VA

Anúncio

Anúncio

City Tour Foz do Iguaçu

Anúncio

Categorias

Assine

Logo do ClickFoz