contato@clickfozdoiguacu.com.br

(45) 3521-4041

Rua Venanti Otremba, 772. Sala 1.

CEP 85852-020 - Foz do Iguaçu

Paraná - Brasil

© Copyright - 2017 Foznet Soluções Digitais - Todos os direitos reservados.

Anúncio

Foz do Iguaçu

Unila completa cinco anos na próxima segunda-feira, 12 Ao final de 2015, a universidade terá 41 cursos implementados

Ao final de 2015, a universidade terá 41 cursos implementados


Por: Leca

Publicado em:

 
Aos cinco anos, a Universidade Federal da Integração Latino-Americana (Unila) é uma instituição em formação, “um sonho em construção”, preocupada com o presente e de olho no futuro. Criada pela Lei 12.189, sancionada em 12 de janeiro de 2010 pelo então presidente Lula, a Universidade nasceu com uma vocação específica: promover a integração entre os países latino-americanos, por meio da educação e da cooperação solidária entre as instituições de ensino superior, organismos governamentais e internacionais. A Unila, que iniciou suas atividades acadêmicas no segundo semestre de 2010, com seis cursos de graduação, chegará ao final de 2015 com 41 cursos implementados, todos com o olhar voltado para a América Latina.

Foto: Divulgação
Lula assinou a lei de criação da Unila

 

“Acredito que, nesses primeiros cinco anos de existência da Unila, ficou comprovado o acerto dos que conceberam e apoiaram o projeto de uma universidade para a integração latino-americana”, avalia o reitor Josué Modesto dos Passos Subrinho, que tomou posse em julho de 2013. Para ele, “os resultados já alcançados e as sementes lançadas recentemente são um prenúncio de abundantes colheitas”.
 
Além de oferecer educação de qualidade, a Unila também estimula o desenvolvimento socioeconômico da cidade de Foz do Iguaçu e da região da fronteira trinacional. “Não existe desenvolvimento sem conhecimento. Nenhum lugar do planeta pode prosperar sem melhorar a educação de seus habitantes”, diz o diretor-presidente da Uniamérica, Ryon Braga, citando como exemplo a Coreia do Sul, Singapura e Taiwan, países que se destacaram economicamente nas últimas décadas, depois de um forte investimento em educação. A Uniamérica é uma instituição parceira da Unila, cedendo espaços para desenvolvimento de atividades acadêmicas do curso de Medicina e áreas biológicas e tecnológicas da Universidade.
 
“A instalação da Unila representa uma grande conquista política para a Tríplice Fronteira, permanentemente desvalorizada por diversos estigmas”, diz o diretor-superintendente do Parque Tecnológico Itaipu (PTI), Juan Carlos Sotuyo. O PTI é um dos parceiros de primeira hora da Universidade: é em salas do Parque que boa parte dos cursos são realizados. “Com a Unila, juntamente com as universidades que aqui já existiam, essa região vai agregar muito mais capacidades científicas e educacionais”, destaca. “A Unila é motivo de extremo orgulho e sua importância é algo que, seguramente, ainda não conseguimos mensurar”, completa Sotuyo.

Foto: Unila
Em 2014, primeiras turmas da Unila se formaram

 

O diretor-geral brasileiro da Itaipu, Jorge Samek, segue a mesma linha de pensamento. “Apesar do curto tempo, vários frutos já podem ser colhidos. A Unila é o maior prêmio que a região pode ter”, afirma. Para ele, a “proposta arrojada e moderna” de integração nascida com a Universidade, apesar da evolução registrada, ficará mais visível no futuro. “O futuro de toda a região passa pela Unila. A integração física e econômica dos países latino-americanos é importante, mas nada supera a integração entre conhecimento e cultura. Esses são definitivos”, enfatiza.
 
Trabalho em constante evolução

A implantação de uma universidade exige trabalho e dedicação: a seleção dos primeiros técnico-administrativos, docentes e estudantes; os primeiros cursos; a definição da infraestrutura e dos espaços; e a relação com a comunidade. O pioneirismo dos três primeiros anos começa a ceder lugar para a consolidação da Universidade.
 
Em 2013 e 2014, a Unila registrou grandes avanços institucionais, como as eleições para o Conselho Universitário (Consun), composto por representantes do corpo docente, estudantil e de técnico-administrativos, além dos dirigentes dos quatro Institutos Latino-Americanos e Centros Interdisciplinares. Também foram aprovados importantes documentos, como o Regimento Geral e o Plano de Desenvolvimento Institucional (PDI) para os próximos cinco anos.
 
Os dois últimos anos também foram anos de consolidação do ensino. A implantação do curso de Medicina, em agosto de 2014, concretizou um sonho antigo da região de Foz do Iguaçu, como lembra Samek. “O curso foi o melhor presente que a cidade recebeu no ano de seu centenário. Era um sonho de décadas”, ressalta.

Foto: Unila
Aula inaugural do curso de Medicina 

 

Em agosto do ano passado, tiveram início as avaliações dos cursos de graduação da Unila. Cinco já obtiveram o reconhecimento do Ministério da Educação (MEC), sendo que a maioria deles receberam nota 4 (em uma escala de 1 a 5). Outros nove estão em processo de reconhecimento, com previsão de avaliação para 2015.
 
Também em 2014, a Unila comemorou outro momento histórico: a colação de grau de estudantes das primeiras turmas dos cursos de Ciências Econômicas – Economia, Integração e Desenvolvimento; Ciência Política e Sociologia – Sociedade, Estado e Política na América Latina; e Relações Internacionais e Integração.
 
A instalação dos mestrados em Integração Contemporânea da América Latina (ICAL) e Interdisciplinar em Estudos Latino-Americanos (IELA), recebendo estudantes de várias nacionalidades, foi um importante passo para o ensino de alto nível no contexto latino-americano. Novas propostas de cursos de pós-graduação foram aprovadas pelo Consun e estão sendo avaliadas pela Capes.
 
Em 2015, serão oferecidos 24 novos cursos (12 iniciando no primeiro semestre e 12, no segundo), totalizando 41 carreiras. Essa expansão, prevista no pacto assinado com o MEC em 2010, demandou a realização de concursos públicos, no ano passado, para contratação de servidores técnico-administrativos e professores.
 
O crescimento natural da Universidade passa, também, pelo aumento no número de estudantes – que deve chegar a 3 mil – e de cursos de pós-graduação. Além disso, novos laboratórios serão entregues à comunidade acadêmica para o incremento tanto no ensino quanto na pesquisa.
 
 

Recomendado para você

Anúncio

Rodízio de massas - Noite Italiana

Anúncio

Anúncio

Anúncio

Anúncio da revista D!VA

Categorias

Anúncio

City Tour Foz do Iguaçu

Assine

Logo do ClickFoz