contato@clickfozdoiguacu.com.br

(45) 3521-4041

Rua Venanti Otremba, 772. Sala 1.

CEP 85852-020 - Foz do Iguaçu

Paraná - Brasil

© Copyright - 2017 Foznet Soluções Digitais - Todos os direitos reservados.

Anúncio

Foz do Iguaçu

UNILA vai quadruplicar número de alunos estrangeiros em 2011 Expansão também se dará na pluralidade dos países de origem desses alunos: de 4 nacionalidades diferentes (brasileiros, argentinos, paraguaios e uruguaios) universidade pode passar a agregar mais de 10 nacionalidades distintas em 2011

Expansão também se dará na pluralidade dos países de origem desses alunos: de 4 nacionalidades diferentes (brasileiros, argentinos, paraguaios e uruguaios) universidade pode passar a agregar mais de 10 nacionalidades distintas em 2011


Por:

Publicado em:

A Universidade Federal da Integração Latino-Americana (UNILA) iniciou suas atividades acadêmicas em agosto deste ano, com seis cursos de graduação, e já em 2011 dobrará o número de carreiras oferecidas. Além disso, quadruplicará o número de alunos estrangeiros – atualmente, são aproximadamente cem estudantes, que se somarão aos 300 novos a serem selecionados para iniciar as atividades no primeiro semestre letivo do ano que vem.

A UNILA busca, em seus processos seletivos, que o número de estudantes estrangeiros (que totalizará 400) seja sempre paritário com a quantia de brasileiros, conforme determina a sua própria lei de criação. Desta forma, em 2011 a Universidade deverá ter, no total, 800 alunos matriculados nos 12 cursos de graduação oferecidos.

Imagem: Divulgação
Mesmo sem o câmpus definitivo pronto, UNILA cresce em 2011

E a expansão da Universidade em 2011 não se dá apenas no campo numérico, mas também diz respeito à ampliação da gama de nacionalidades presentes no campus. Além dos brasileiros, argentinos, paraguaios e uruguaios que já estudam na UNILA, no ano que vem deverão se somar alunos do Chile, Peru, Bolívia, Colômbia e Equador.

“Além disso, há um entendimento para que possam vir, em número simbólico, estudantes da América Central – Costa Rica e El Salvador – e também do Caribe”, pontuou o reitor Hélgio Trindade. Para o dirigente da instituição, a diversificação das nacionalidades latino-americanas e do Caribe mostra que a UNILA não se restringe aos países do Mercosul, e cumpre, desta maneira, sua missão de integrar a América Latina e o Caribe por meio do conhecimento compartilhado e da cooperação solidária.

 

$(function(){
// esconde o conteúdo de “saiba mais” que fica no rodape da pagina
$(‘div#contentcolumn .relacionada’).hide();
// armazena o conteudo da div
var contentDivSaibaMais = $(‘div#contentcolumn .relacionada’).html();
$(‘div#contentcolumn .new-div-relacionada’).html(contentDivSaibaMais);
});

Na visão do reitor, “o  conhecimento é a moeda adequada para criar uma consciência de integração, para formar profissionais e gerações sucessivas que voltarão aos seus países inoculados com essa ideia de ter feito uma universidade com esse papel".

Seleção – Diferentemente dos alunos brasileiros, que são selecionados com base no desempenho no Exame Nacional do Ensino Médio (ENEM), os estudantes oriundos dos demais países da América Latina passam por um processo diferente. A UNILA tem firmado acordos de cooperação com os Ministérios de Educação ou respectivas autoridades de cada país, para, conjuntamente, realizar a seleção dos alunos com base numa série de critérios. Para determinados cursos, há uma solicitação complementar de bom desempenho em disciplinas correlatas.

 

Recomendado para você

Anúncio

Rodízio de massas - Noite Italiana

Anúncio

Anúncio

Assine

Categorias

Anúncio

City Tour Foz do Iguaçu

Anúncio

Anúncio da revista D!VA
Logo do ClickFoz