contato@clickfozdoiguacu.com.br

(45) 3521-4041

Rua Venanti Otremba, 772. Sala 1.

CEP 85852-020 - Foz do Iguaçu

Paraná - Brasil

© Copyright - 2017 Foznet Soluções Digitais - Todos os direitos reservados.

Anúncio

Foz do Iguaçu

Venezuela em debate na UNILA Debate sobre o legado de Hugo Chávez na América Latina acontece na tarde de sexta-feira (15)

Debate sobre o legado de Hugo Chávez na América Latina acontece na tarde de sexta-feira (15)


Por: Leca

Publicado em:

Com o objetivo de discutir o legado de Hugo Chávez para a Venezuela e para a América Latina, docentes da UNILA realizam, nesta sexta-feira (15), o debate “Venezuela em Debate: Interpretações da Revolução Bolivariana: transformações e desafios”. O evento, que acontece na UNILA Centro, a partir de 15h, é gratuito e aberto a toda comunidade. Está sendo organizado pelo grupo de pesquisa da UNILA/CNPq Região Andina em Foco e terá como debatedores os professores Félix Pablo e Renata Peixoto, do curso de Relações Internacionais, Luciano Severo, de Economia, além de Fabrício Pereira, de Ciência Política e Sociologia. Será mediado pelo acadêmico de Economia, Rodrigo Alonso.

Os professores debatedores pesquisam ou pesquisaram a Venezuela e o chavismo na América Latina. Alguns, inclusive, como o professor Luciano, viveram no país para realizar seus estudos. “Feliz aquele que tenha tido o privilégio de viver a Venezuela Bolivariana. Tive a alegria de passar quatro anos intensos vivendo e trabalhando lá, em meio ao turbilhão do governo Chávez, junto a companheiros inesquecíveis e situações indescritíveis. São admiráveis a consciência e a capacidade de mobilização do povo venezuelano, que historicamente assumiu um papel de vanguarda nas lutas pela liberação nacional e pela integração regional”, disse o professor.

Alunos venezuelanos da UNILA lamentaram a morte de ChávezDe acordo com uma das organizadoras e debatedoras, Renata Peixoto, a ideia é trazer uma reflexão sobre o período de 14 anos em que Hugo Chávez foi o presidente do país, de 1999 a 2013. “Queremos trabalhar este período e a série de modificações pelas quais o país passou neste tempo. Há uma imagem no Brasil, de Chávez como ditador e autoritário, que pede revisão. É consenso entre os professores, por exemplo, de que o período foi marcado por sérias transformações na ordem social, política e econômica do país, que refletem e estimulam outras mudanças na América Latina”, coloca a professora.
 

Foto: Unila
Alunos venezuelanos da UNILA lamentaram a morte de Chávez

Para Renata, que estudou o período em sua tese de doutorado, as mudanças tiveram início com a nova Constituição venezuelana sancionada pelo presidente em 1999. “Tivemos a incorporação de um dispositivo que permite sucessivas reeleições, mas um vasto conjunto de novos direitos sendo reconhecidos à população, o que não é dito pela mídia”, avisa.

Além disso, Renata lembra, a pobreza diminuiu com o governo de Chávez a partir da melhoria da economia e implementação de políticas de distribuição de renda e redução da pobreza. A participação popular também foi ampliada com a criação de conselhos comunitários e estabelecimento de plebiscitos e referendos nacionais sobre temas de interesse que afetam a todos “O sentimento da população é de que estão sendo ouvidos em suas manifestações e demandas, por isso, tamanha comoção no país quando do falecimento do presidente”, explica a professora.

Outro ponto a ser debatido no evento é relativo à importância de Chávez na América Latina. Ao reacender os discursos e as bandeiras de Símon Bolívar, líder latino-americano que estimulava a união dos povos latino-americanos, Chávez deu forma às revoluções bolivarianas, que passaram a influenciar a agenda da América Latina e de diversos países. “Teve início com os países próximos à Venezuela, como Peru e Equador, mas este ideário motivou mudanças e adoção de ações na Argentina, Paraguai, Uruguai e Brasil, por exemplo, em torno de uma nova ordem politica e econômica na América Latina”, completa Renata. “São muito poucas as circunstâncias da história em que a ação individual pode contribuir de maneira significativa para modificar a realidade”, aponta Luciano.
Hugo Chávez

Chávez faleceu aos 58 anos na terça-feira (05) devido a complicações de um câncer na região pélvica. Uma nova eleição nacional foi convocada para 14 de abril.

Recomendado para você

Anúncio

Anúncio da revista D!VA

Anúncio

Anúncio

City Tour Foz do Iguaçu

Anúncio

Categorias

Assine

Logo do ClickFoz