contato@clickfozdoiguacu.com.br

(45) 3521-4041

Rua Venanti Otremba, 772. Sala 1.

CEP 85852-020 - Foz do Iguaçu

Paraná - Brasil

© Copyright - 2017 Foznet Soluções Digitais - Todos os direitos reservados.

Anúncio

Foz do Iguaçu

Vereador Zé Carlos registra queixa-crime contra promotor em Foz do Iguaçu Presidente da Câmara de Vereadores de Foz do Iguaçu voltou a rebater acusaões de improbidade administrativa

Presidente da Câmara de Vereadores de Foz do Iguaçu voltou a rebater acusaões de improbidade administrativa


Por:

Publicado em:

 

O vereador Zé Carlos (PMN), presidente da Câmara de Vereadores de Foz do Iguaçu, junto com os assesores parlamentares Gerson Gustavo e Marcos da Silva, representou judicialmente ao Tribunal de Justiça do Paraná contra o promotor público Marcos Cristiano Andrade.

 

Foto: Rossana Schmitz
Vereador Zé Carlos voltou a negar acusações do promotor de justiça Marcos Cristiano Andrade

Durante entrevista coletiva, o vereador disse que ainda não foi notificado oficialmente das acusações do promotor, entre elas de improbidade administrativa devido a desvio de dinheiro público em proveito dos réus. O MP também pediu o ressarcimento de quase R$ 563 mil aos cofres públicos.

O vereador Zé Carlos voltou a negar as acusações e explicou os motivos de ter convocado a entrevista coletiva.  “Não concordamos e não aceitamos essas acusações levianas e doentias de um modo geral e por isso, fomos procurar nossos direitos e protocolamos no Tribunal de Justiça do Paraná uma queixa-crime contra esse promotor”, revelou.

O presidente do Legislativo iguaçuense disse nem ele, nem seus assessores foram notificados ainda pelo Ministério Público. “Até hoje nem eu nem meus assessores foram notificados e no mesmo dia que o agente público protocolou a denúncia no Fórum, o promotor chamou a imprensa e fez o maior estardalhaço na mídia, contradizendo o que diz sobre o serviço público de um modo geral, agindo como um inquisidor e já condenando e difamando o trabalho prestado por esses assessores”, comentou.

Segundo o vereador, caso o promotor Marcos Cristiano de Andrade seja enquadrado, pode pegar dois meses a um ano de prisão.

Recomendado para você

Anúncio

Rodízio de massas - Noite Italiana

Anúncio

Anúncio

Assine

Categorias

Anúncio

City Tour Foz do Iguaçu

Anúncio

Anúncio da revista D!VA
Logo do ClickFoz