por:Jornal de Itaipu Eletrônico  Segunda, 19/10/2009 - 14h53 - Atualizado Segunda, 19/10/2009 - 14h53

Cheia dos dois principais rios de Foz do Iguaçu provocam estragos

Noticias de Foz do Iguaçu: Foz do Iguaçu, PR

A cheia dos rios Paraná e Iguaçu, atípica para esta época do ano, já prejudica os moradores ribeirinhos. Nesta segunda-feira (19), a vazão atingiu 29.200 metros cúbicos de água por segundo na confluência dos dois rios (a vazão normal é de 12 mil m3/s), provocando alagamentos no bairro Porto Meira, em Foz do Iguaçu, e agravando a situação no bairro San Rafael, de Ciudad del Este, no Paraguai.

Na Favela do Cemitério, em Foz, na manhã de segunda (19) já havia casas atingidas pela enchente. A aposentada Maria Conceição Padilha, 58 anos, precisou fazer uma mudança às pressas, quando viu a água subir. “Estou aqui há três anos e nunca tinha visto uma coisa dessas”, disse Maria, que mora sozinha com os quatro cachorros. “Tenho medo de a água chegar até aqui”, disse, apontando para a própria casa.

Maria é vizinha de Elza Olimpia Souza, 48 anos completados no domingo (18). Elza vive com o filho Cleiton, 20 anos, em uma parte mais elevada. Só a pequena horta ficou abaixo da água. “Faz quatro anos que a água não subia tanto, a ponto de sair da calha do rio”, disse Cleiton. “A água sobe e o medo vem junto”. Elza lembrou que, há cerca de 10 anos, a água chegou acima da barranca, cobrindo toda a área onde hoje fica a sua casa.

Leônido Modesto de Carvalho, 58 anos (o aniversário é terça, 20), que vive com a esposa Eugênia Sutil, 72, perdeu a pequena horta. Da janela da cozinha, Modesto viu quando o principal ganha-pão da família foi por água abaixo. “Planto mandioca, banana, salsinha e cebolinha e vendo para os vizinhos”, contou. “Perdi tudo”, lamenta.

Alerta - A Comissão de Cheia de Itaipu, que acompanha a variação dos níveis dos rios Paraná e Iguaçu, alertou no domingo (18) a Defesa Civil para que ficasse alerta para o risco de enchentes no trecho entre a usina e a região das Três Fronteiras.

O Boletim de Alerta Hidrológico emitido no domingo, às 13h, pela Divisão de Hidrologia de Itaipu, informava que a vazão média ao reservatório deve alcançar 20 mil metros cúbicos de água por segundo nos próximos dias, quase o dobro da média normal. Nesta manhã de segunda, o vertedouro já escoava mais de 9,5 mil metros cúbicos de água por segundo.

Nas Cataratas do Iguaçu, a vazão na manhã desta segunda-feira era de 8,6 mil de metros cúbicos por segundo, devendo chegar a nove mil ao longo do dia, sete vezes maior que o volume normal.

Segundo a Divisão de Hidrologia, a perspectiva é que a situação permaneça assim ou até se agrave, por causa das fortes chuvas previstas para segunda e também para quarta-feira (21).

 por:Jornal de Itaipu Eletrônico  Segunda, 19/10/2009 - 14h53 - Atualizado Segunda, 19/10/2009 - 14h53
publicidade

publicidade

Reserve seu hotel em Foz do Iguaçu