contato@clickfozdoiguacu.com.br

(45) 3521-4041

Rua Venanti Otremba, 772. Sala 1.

CEP 85852-020 - Foz do Iguaçu

Paraná - Brasil

© Copyright - 2016 Foznet Soluções Digitais - Todos os direitos reservados.

Anúncio

Saúde em Foz do Iguaçu

Prédio da epidemiologia é arrombado em Foz do Iguaçu Ladrões levaram computadores com dados técnicos de várias doenças

Ladrões levaram computadores com dados técnicos de várias doenças


Por: Assessoria

Publicado em:

assalto-epidemiologia
Funcionários da Divisão de Epidemiologia de Foz do Iguaçu tomaram um susto hoje, 25, pelam manhã. Ao chegar para o trabalho, os servidores encontraram a sala do Sistema de Informação de Agravos de Notificação (SINAN) arrombada. Os ladrões retiraram uma tubulação externa de exaustão que estava desativada, e entraram no prédio pelo buraco na parede. Foram furtados três computadores com dados históricos do Programa de Combate à Mortalidade Materno-Infantil, e levantamentos de doenças como dengue e HIV.

Para furtar os equipamentos, os ladrões aumentaram o acesso à sala, quebrando parte da parede. Eles ainda arrombaram a porta da despensa, mas encontraram apenas produtos de limpeza. Além do prejuízo material, os servidores garantem que haverá outros transtornos. “Perdemos uma história de trabalho, como os projetos do Programa Vida no Trânsito, os relatórios de mortalidade, dados de violência, estatísticas de doenças como dengue, informações de pacientes, ofícios e outros documentos”, disse a enfermeira Érica Ferreira de Souza, coordenadora da Vigilância de Óbito Materno-Infantil.

O SINAN é responsável pela notificação compulsória de doenças, registrando casos individuais, de grupos ou epidemias de enfermidades como HIV, dengue, leishmaniose, raiva, hepatite e outras 20 doenças. “O que mais nos preocupa é que os computadores também tinham dados pessoais, como documentos e contatos dos funcionários, utilizados para inscrições em congressos”, lamentou a enfermeira Mara Rípoli, da Epidemiologia. “Vamos ter de recuperar esse banco de dados, solicitando os arquivos ou refazendo os levantamentos”, completou.

A direção do setor já solicitou o fechamento do buraco ao departamento de manutenção da Secretaria Municipal da Saúde (SMSA) e apoio da Guarda Municipal (GM) na segurança. “Não temos vigia no prédio e não podemos correr o risco de um novo ataque de bandidos, o que compromete o trabalho e o sigilo das informações”, disse a chefe da divisão de Epidemiologia, Marlene Alves dos Santos. “Vamos solicitar uma verificação no prédio para identificar pontos vulneráveis e avaliar a possibilidade de instalação de câmeras, dificultando a ação dos ladrões”, anunciou a secretária municipal da Saúde, Patrícia Foster.

Em 2012, o prédio também foi arrombado. Na época, os ladrões arrebentaram uma porta e levaram 13 equipamentos de GPS (Global Positioning System) que seriam instalados nos veículos oficiais. Vários carros de funcionários também já foram alvo dos ladrões.

UBSS

As Unidades Básicas de Saúde (UBSs) também sofrem com o ataque de bandidos. No posto do Campus do Iguaçu, ladrões entraram duas vezes esse ano, em agosto e outubro, e levaram equipamentos odontológicos. Em setembro, um médico da UBS Lagoa Dourada foi assaltado no estacionamento da unidade. O ladrão disparou um tiro, mas não acertou o profissional. Em julho, dois veículos do posto São João foram incendiados. Em todos os casos, foram registrados Boletins de Ocorrência.

Recomendado para você

Anúncio

Anúncio

Anúncio

City Tour Foz do Iguaçu

Anúncio

Parceria

Categorias

Anúncio

Rodízio de massas - Noite Italiana
Logo do ClickFoz